Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Carateca brasileira teve dificuldades com novas regras

Jéssica da Dalt Cândido teve problemas na Europa com regulamento, que foi mudado na tentativa de reconhecimento olímpico

Marcel Frota, especial para o iG, em São Paulo |

Uma rápida excursão pela Europa foi a forma como a carateca Jéssica da Dalt Cândido encerrou sua preparação para o Pan-Americano, que será disputado de 14 a 30 de outubro em Guadalajara, no México. A atleta participou de duas competições, uma na Turquia e outra na Alemanha, e não teve vida fácil. Isso porque os europeus já estão implantando novas regras do esporte, que visam obter para o caratê o reconhecimento como esporte olímpico.

“Em função dessas novas regras que eles estão usando lá, nós 'boiamos' no começo. Depois, nos adaptamos melhor”, resume Jéssica. A carateca voltou para casa sem medalhas, mas não se abalou. “Foi mais para treinar mesmo”, garante. A atleta considera pouco provável que as novas regras sejam usadas no Pan, mas diz que, se isso acontecer, o treino na Europa terá sido suficiente para que ela não seja mais surpreendida. “Agora já sei lutar em cima dessas regras."

Jéssica citou algumas das mudanças mais evidentes no esporte. “Antes, se você cometia uma falta, perdia pontos. Hoje não perde mais; só se for uma falta forte, mas aí é caso de desclassificação mesmo. Além disso, se você sair da área de combate, também não perde mais pontos”, exemplifica ela. Outra alteração que Jéssica menciona é no equipamento: segundo ela, o protetor de tórax foi mudado, e isso também a atrapalhou.

No primeiro torneio que disputou, na Turquia, Jéssica acabou eliminada na segunda luta e passou longe de uma medalha. Já na Alemanha a carateca caiu na semifinal. “A medalha passou raspando”, lamenta ela. Apesar da dificuldade que teve com as novas regras, Jéssica comemorou a oportunidade de conhecer o regulamento que será aplicado no mundial da categoria, que será disputado em 2012. “Valeu não apenas como preparação para o Pan, mas como treino para o mundial."

Leia tudo sobre: Jéssica da Dalt CândidocaratêPanGuadalajara2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG