Brasil nunca conquistou uma medalha de ouro na modalidade na história da competição poliesportiva

Os atletas brasileiros de saltos ornamentais que defenderão o país em Guadalajara, durante a disputa dos Jogos Pan-Americanos , terão uma difícil missão. Afinal, o Brasil nunca conquistou uma medalha de ouro na modalidade. No Pan, os melhores resultados foram as medalhas de prata em 2003, em Santo Domingo, e 2007, no Rio de Janeiro.

Em busca do título inédito, oito saltadores embarcarão para o México de olho na medalha de ouro. Andressa Mendes, Bruna Brunnett, Juliana Veloso e Natali Cruz serão as mulheres brasileiras na modalidade, enquanto que Cesar Castro, Hugo Parisi, Ian Matos e Rui Marinho disputarão no masculino.

Acompanhe o blog de Rogério Romero

Da atual delegação brasileira , apenas Juliana Veloso e Cesar Castro já sentiram o gostinho de trazer uma medalha para casa. Em 2003, a saltadora ficou com a prata nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo. Naquele ano, a carioca conquistou a medalha na Plataforma de 10 metros e o bronze no Trampolim de 3 metros. Na edição seguinte, no Rio, Castro ficou em segundo lugar no Trampolim de 3 metros e Juliana com a prata na Plataforma de 10 metros.

Em Guadalajara, além de Cesar Castro e Juliana Veloso, o Brasil poderá sonhar com uma medalha com o finalista do Mundial de Xangai, na Coreia do Sul, Hugo Parisi.

Confira abaixo as conquistas brasileiras, em Jogos Pan-Americanos, nos saltos ornamentais:

Rio de Janeiro - 2007

Prata: Cesar Castro – Trampolim de 3 metros
Bronze: Juliana Veloso – Plataforma de 10 metros

Santo Domingo – 2003

Prata: Juliana Veloso – Plataforma de 10 metros; Cassius Duran - Plataforma de 10 metros
Bronze: Juliana Veloso – Trampolim de 3 metros

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.