Esgrimistas perderam a última chance de conquistar medalha na modalidade com eliminação na espada por equipe

Gaspar Nóbrega/Inovafoto/COB
Clarisse de Menezes não conseguiu repetir o bronze do Rio-07
As mulheres da esgrima do Brasil se despedem do Pan-Americano de Guadalajara sem medalhas. Neste sábado, a equipe feminina de espada perdeu para a Argentina nas quartas de final e ficou pelo caminho.

O placar do combate foi apertado desde o começo, com as duas equipes se alternando no marcador. No final, as rivais sul-americanas conseguiram terminar com vantagem de um toque: 39 a 38. As brasileiras Clarisse de Menezes, Rayssa de Oliveira e Amanda Simeão ainda tiveram ainda uma vitória e uma derrota na disputas de quinto a oitavo. Caíram diante de Cuba por 45 a 35 e, depois, bateram a Venezuela, por 45 a 43, encerrando o Pan na sétima colocação.

Os Estados Unidos bateram as argentinas na semi e garantiram-se na final. Do outro lado da chave, o Canadá superou o México e decidirá a medalha de ouro com o vizinho de fronteira.

Confira no blog do Rogério Romero o desempenho da natação brasileira no Pan

Com o queda da equipe da espada neste sábado, o desempenho em Guadalajara fica pior do que o apresentado pelas brasileiras há quarto anos. No Rio-07, Clarisse Menezes , que fez parte da equipe desclassificada, havia conquistado um bronze no individual com a espada. Já em 2011, o melhor resultado das mulheres foi o sexto lugar com a equipe de sabre.

Leia também: Equipe do Brasil é bronze no florete

As medalhas na esgrima para o Brasil no México saíram só no masculino, e foram duas de bronze. Guilherme Toldo garantiu seu lugar nó pódio no florete individual e a outra medalha saiu na disputa por equipes , com essa mesma arma.

Leia também: Esgrimista Guilherme Toldo perde semifinal, mas é bronze no florete

A última chance brasileira de conquistar medalha na esgrima continua com os homens. Neste sábado, a equipe do sabre venceu o Chile por 45 a 19 nas quartas de final e, agora, enfrenta os Estados Unidos na semifinal. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.