Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Brasileira medalhista na vela nasceu nos EUA e é mascote do time

Patrícia Freitas, de 21 anos, deixou de comer tacos no México para melhorar seu rendimento

Marcel Rizzo, enviado iG a Puerto Vallarta |

O champanhe foi difícil de abrir, mas velejar nem tanto. Patrícia Freitas , de apenas 21 anos, confirmou o ouro na classe RS-X feminina da vela nos Jogos Pan-Americanos , vencendo as duas regatas deste sábado. Nascida em Washington, nos EUA quando seu pai foi trabalhar no Banco Mundial, ela venceu oito de dez regatas e foi segunda colocada em outras duas. Ela e a irmã Catarina, que a acompanha no México e também nascida nos EUA, se consideram cariocas.

Leia mais: Dellagnello e Patrícia Freitas faturam dois ouros na vela

A canadense Nikola Girke está na segunda colocação. Os resultados ainda são extra-oficiais porque pode haver recursos que só são decididos á noite no México (madrugada no Brasil).

COB
Patrícia garantiu o título Pan-Americano na classe RS:X feminina, de modo antecipado

“Sensacional, não imaginava que venceria com antecedência. Nos primeiros dias foi difícil porque eu fiquei ruim por causa da alimentação, tive até que adaptar um pouco a alimentação”, contou Freitas, que deixou de comer o que mais gosta na culinária mexicana: os tacos.

Medalhista de ouro na vela ganhou presente de outro campeão

Especialista na prancha a vela, Freitas é a mascote do time brasileiro de vela em Puerto Vallarta, sede da competição que fica a 350 km de Guadalajara , que tem atletas que participam do oitavo Pan-Americano , caso de Cláudio Biekarck, da classe lightning, que tem 60 anos.

Logo que saiu da água com seu barco na classe Snipe, Gabriel Borges, o coveiro, levantou Freitas no colo para comemorar. “O pessoal é bastante unido, cada um com seus problemas, suas dificuldades. Mas todos têm aí mais ou menos o mesmo objetivo, que é ir para uma Olimpíada””, disse a medalhista de ouro.

Se conseguir a vaga olímpica na seletiva de 2012, Freitas imagina que vá brigar para ficar entre as dez primeiras. “Sou nova, pego experiência nessa Olimpíada para estar bem no Rio 2016”.

Leia tudo sobre: pan 2011Patrícia FreitasvelaBrasil

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG