Segundo as contas do COB, aproximadamente 100 vagas para os Jogos de Londres serão disputadas em Guadalajara

Na 16ª edição nos Jogos Pan-Americanos , o Brasil sabe que dificilmente superará o número de medalhas conquistadas há quatro anos, no Rio de Janeiro, mas espera aproveitar o Pan para aumentar a delegação que vai representar o país nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012 .

Equipe brasileira de nado sincronizado treina no México. Modalidade dará vaga olímpica no Pan
LatinContent/Gettyimages
Equipe brasileira de nado sincronizado treina no México. Modalidade dará vaga olímpica no Pan
Sem definir uma meta específica de medalhas, o Brasil levará a Guadalajara sua maior delegação em um evento esportivo no exterior (519 atletas) de olho nas modalidades que oferecem vagas para Londres.

Leia também: Brasil terá terceira maior delegação do Pan

"Repetir a campanha no Rio de Janeiro (de 157 medalhas) sabemos que será difícil , porque o país sede (como foi o Brasil em 2007) tem sempre o direito de ter atletas em todas as modalidades, o que não ocorre com os outros países", explicou Carlos Arthur Nuzman, presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), .

"Mas queremos ter o melhor resultado possível e participar com chances nos esportes que classificam para os Jogos Olímpicos, que é o caso de 13 modalidades", acrescentou o dirigente.

Segundo as contas do COB, aproximadamente 100 vagas para os Jogos de Londres serão disputadas em Guadalajara nas modalidades de triatlo, handebol, saltos ornamentais, nado sincronizado, polo aquático, tênis de mesa, canoagem e tiro.

Leia também: COB reconhece dificuldade do Brasil repetir desempenho do Rio-07

Além disso, as provas de equitação, pentatlo moderno, natação e atletismo concederão pontos para as respectivas classificações internacionais e valerão para obter índices que garantem vaga em Londres no próximo ano.

"A meta do COB nos Pan-Americanos de 2011 é conquistar o maior número possível das vagas para Londres em 2012", diz o comitê.

Zé Roberto levou equipe principal Brasil no vôlei para o Pan visando a preparação para Copa do Mundo
Luiz Pires/Vipcomm
Zé Roberto levou equipe principal Brasil no vôlei para o Pan visando a preparação para Copa do Mundo
Nuzman também espera que Guadalajara sirva como preparação de alto nível aos atletas que posteriormente terão que buscar vagas para Londres em outras competições, como em Pré-Olímpicos ou em Mundiais. Este é o caso, por exemplo, das seleções de vôlei feminino (ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008) e masculino (prata em Pequim).

Leia também: Para Zé Roberto, Pan 2011 será "treino de luxo" para Copa do Mundo

"Esperamos ter um resultado muito positivo tanto dos atletas brasileiros que tentarão a classificação olímpica para Londres como das equipes que já se preparam para os Jogos Olímpicos", afirmou Nuzman.

A delegação brasileira em Guadalajara , integrada por 519 atletas e 293 treinadores, dirigentes, médicos, fisioterapeutas e equipe de apoio, não superará a do Rio de Janeiro em 2007, quando o país sede contou com 659 desportistas.

O COB descarta alcançar neste ano um resultado melhor do que no Rio de Janeiro, principalmente pelo menor número de atletas que disputarão os Jogos Pan-Americanos e pelo maior interesse de alguns nos Jogos Olímpicos.

A seleção brasileira de vôlei masculina, por exemplo, não contará com todas suas estrelas em Guadalajara - o técnico Bernardinho não quer levá-los cansados ao Mundial, que um mês depois dará vaga para Londres.

O Brasil obteve no Rio de Janeiro seu melhor resultado em Pan-Americanos (52 medalhas de ouro, 40 de prata e 65 de bronze), superando amplamente o desempenho em Santo Domingo, que era até então sua melhor marca (29 ouros, 40 pratas e 54 bronzes).

No entanto, a delegação brasileira não conseguiu o objetivo de alcançar o segundo lugar no quadro de medalhas, já que, além dos Estados Unidos (97 ouros, 88 pratas e 52 bronzes), também foi superado por Cuba (59 ouros, 35 pratas e 41 bronzes).

Segundo o COB, o Brasil disputará 40 modalidades no Pan-Americano deste ano e se preparará em um centro de aclimatação em La Loma, a 325 quilômetros de Guadalajara.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.