Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Bicampeão no solo, Diego Hypólito busca repetir o feito no salto

Ginasta brasileiro compete nesta sexta-feira e pode conquistar sua terceira medalha de ouro nos Jogos do México

iG São Paulo* |

Vipcomm
Diego Hypólito comemora conquista do bicampeonato pan-americano do solo
Ouro por equipe, ouro no solo e mais uma final pela frente. O ginasta Diego Hypólito pode conquistar mais uma medalha dourada nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. O brasileiro disputa nesta sexta-feira, às 16h (horário de Brasília), a final do salto sobre o cavalo, prova em que foi o primeiro colocado no Pan do Rio 2007.

Leia mais: veja como foi a conquista de Diego no solo

"A medalha por equipes era a que eu mais queria. Mas eu sonho alto e busco sempre o ouro, quero fazer uma prova melhor amanhã (sexta-feira) e, se sair tudo certinho, acho que tenho boas chances", disse o bicampeão pan-americano do solo e duas vezes campeão mundial do aparelho. "Sei que tenho um concorrente de peso e entro com uma nota de partida mais baixa que a dele, mas vou com pensamento positivo", completou o atleta, referindo-se ao chileno Tomas Gonzalez, medalha de prata no solo. Nos Jogos do Rio, Diego foi ouro, com Gonzalez em segundo.

Confira o calendário da ginástica artística

Sexto colocado no solo dos Jogos Olímpicos de Pequim, quando era o favorito e caiu na sua apresentação, Diego terá mais uma chance de buscar a inédita medalha em Londres 2012. "Meu ciclo olímpico anterior foi muito bom. Neste, operei três vezes em dois anos. Em 2011, precisava me reestruturar. Agora, estou trabalhando muito com fisioterapia, psicologia, nutrição, bioquímica, coisas que não fazia antes, porque achava que era um robô. Se acontecer [uma nova lesão], não vai ser por falta de prevenção", disse.

Reestruturado, ele garante que, apesar de treinar com o objetivo de ser campeão, uma prata ou bronze não são mais suficientes para deixá-lo abalado. Como argumento, o brasileiro citou o recente terceiro lugar no Mundial do Japão, resultado que assegurou a classificação para as Olimpíadas de 2012, nas quais ele pretende mudar sua apresentação no solo.

Ginástica feminina ainda não viu a cor da medalha

"Ainda tem algumas coisas para melhorar, as passadas e chegadas. Vou aumentar o grau de dificuldade para o evento-teste, em janeiro, e para as Olimpíadas. Esse vai ser o diferencial para uma boa colocação nas Olimpíadas", disse o ginasta, seguro com a apresentação.

Na competição por equipes, Diego foi campeão ao lado de Sergio Sasaki, Arthur Zanetti, Francisco Barreto, Pétrix Barbosa e Péricles da Silva. Experiente, Hypólito revelou que seus companheiros entraram na Vila Pan-americana com a medalha no peito, algo que ele ficou envergonhado de fazer. "Os meninos estão muito orgulhosos e fiquei muito contente por eles. São meninos super bacanas, simples, pessoas do bem", descreveu.

Arthur Zanetti fatura a prata nas argolas

De acordo com Diego, o clima de companheirismo entre os garotos pode proporcionar um sucesso expressivo no futuro. "Essa união está fazendo uma diferença muito grande para o masculino crescer mundialmente. Se cada atleta se dedicar cada vez mais, temos grande chance de ser uma potência mundial no masculino", apostou.

Veja imagens da final do solo em Guadalajara:

* com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: ginástica artísticabrasilpan 2011diego hypólito

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG