Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Basquete masculino supera Uruguai e inicia campanha com vitória

Seleção encontra bastante dificuldade no primeiro jogo da competição e só consegue definir a vitória nos minutos finais

iG São Paulo |

A seleção brasileira masculina de basquete iniciou a sua caminhada rumo ao quarto título consecutivo nos Jogos Pan-Americanos com resultado positivo. Nesta quarta-feira, a equipe comandada por Rubén Magnano encontrou no Uruguai um adversário bastante complicado. Mas no fim, conseguiu superar o adversário e confirmou a vitória por 80 a 71.

Leia também: Magnano une novatos a veteranos em escolinha

O técnico Rubén Magnano mandou à quadra um time com três atletas do Brasília, atual bicampeão nacional: o armador Nezinho dos Santos , o ala Arthur Belchor e o ala-pivô Guilherme Giovannoni . Completaram o quinteto inicial o ala-armador Marcelinho Machado e o pivô Murilo Becker .

Confira o calendário do Pan

Todos os cinco titulares pontuaram em duplo dígito. O principal deles foi Giovannoni, que fez 15 pontos e ainda pegou oito rebotes. Nezinho marcou 14 pontos, enquanto Arthur teve 13 pontos e cinco rebotes.

Dentre os reservas, destaque para o pivô Guilherme Hubner , que também atingiu a marca dos dois dígitos na pontuação. Na partida que marcou a sua estreia pela seleção, o atleta somou 11 pontos e sete rebotes ao longo dos 21 minutos em que esteve em quadra. Com exceção do ala-armador Vitor Benite , que fez três pontos em 20 minutos, nenhum outro suplente atuou por mais de três minutos.

Veja como está o quadro de medalhas do Pan

Pelos lados do Uruguai, quem mais brilhou foi Bruno Fitipaldo, com 16 pontos e três assistências. Nicolas Borsellino também teve boa participação e colaborou com 11 pontos e cinco rebotes.

O segundo desafio do Brasil na competição será nesta quinta-feira, às 23h de Brasília, contra a seleção dos EUA.

O jogo

O desentrosamento da equipe brasileira ficou evidente logo no início. O ataque mostrava-se bastante confuso, abusava dos arremessos de longa distância e errava todos, ao passo que a defesa permitia espaço para os chutes uruguaios. O Brasil terminou o primeiro quarto ganhando por 19 a 18 graças à bola de três pontos convertida por Marcelinho no último segundo.

Os problemas nos dois lados da quadra e a alternância na liderança do placar persistiram no período seguinte. No fim da primeira metade, o Brasil conseguiu se manter um ponto à frente e foi para os vestiários com superioridade de 36 a 35 no placar.

Pouca coisa mudou no retorno para a segunda metade. Os excessivos desperdícios do ataque impediram os uruguaios de voltar a assumir a ponta do marcador. Entretanto, o Brasil não conseguiu aproveitar para abrir distância mais folgada em relação ao adversário.

A partida só foi definida nos minutos finais, quando a seleção finalmente conseguiu encaixar os ataques. Os nove pontos abertos nos últimos segundos foram a maior vantagem que os brasileiros conseguiram impor durante todo o confronto.

Leia tudo sobre: pan 2011basquetebrasil

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG