Bronze do time feminino e quinto lugar do masculino são os resultados mais fracos da modalidade ao longo das 16 edições do evento

A vitória sobre o Canadá neste sábado encerrou a participação do basquete brasileiro nos Jogos Pan-Americanos . Com o quinto lugar obtido pela seleção masculina e a medalha de bronze conquistada pela equipe feminina, o Brasil volta de Guadalajara com o seu pior rendimento da história da competição na modalidade.

Confira o calendário do Pan

A campanha do time masculino deste ano iguala o quinto lugar de Havana-91 e só não é pior do que a sétima posição obtida em Winnipeg-67. Mas em ambas as oportunidades, as mulheres compensaram o fiasco dos homens e ficaram com o ouro.

Veja como está o quadro de medalhas do Pan

Depois de conquistarem vaga aos Jogos Olímpicos de Londres, as duas seleções chegaram a Guadalajara como favoritas. Assim, repetiriam no México algo que ocorreu até hoje apenas em 1971, nos Jogos realizados em Cali, quando as duas levaram o ouro. Mas não foi isso o que aconteceu: ambas decepcionaram e deram adeus às chances de título no meio do caminho.

As mulheres foram as primeiras a fracassar. Na fase de classificação, passaram com extrema facilidade por Canadá, Jamaica e Colômbia, dando indícios de que eram muito superiores às rivais. As vitórias elásticas fizeram com que as jogadoras admitissem o favoritismo e chegassem a afirmar que só perderiam o ouro em caso de desastre.

Leia também: Seleção feminina chega ao Brasil lamentando eliminação na semifinal

O adversário na semifinal foi Porto Rico, time de pouca tradição no basquete feminino e que jamais havia conseguido ficar entre as cinco primeiras posições no Pan. Em tese, as brasileiras teriam pela frente um adversário tranquilo, mas a história na prática foi completamente diferente.

Leia também: Jogadora de Porto Rico confiava em vitória sobre o Brasil

Durante os quatro períodos da partida, o equilíbrio foi constante. O Brasil chegou aos segundos finais com um ponto de desvantagem e não foi capaz de evitar o revés. Os arremessos errados de Damiris e Erika antes do estouro do cronômetro acabaram por decretar a derrota e a eliminação .

No dia seguinte, as comandadas de Enio Vecchi encontraram mais uma vez a Colômbia pela frente. A exemplo do que ocorreu na primeira fase, venceram com tranquilidade e conquistaram o bronze . Mas quando voltaram ao Brasil, lamentaram o resultado diante de Porto Rico que impediu que a medalha no desembarque fosse a dourada.

Desânimo toma conta do banco da seleção após eliminação contra Porto Rico
Reuters
Desânimo toma conta do banco da seleção após eliminação contra Porto Rico

Leia também: Betinho diz que não existe explicação para eliminação do Brasil

A seleção masculina também teve bastante motivo para lamentações. Depois de vencer um jogo equilibrado contra o Uruguai na estreia , chegou a ter a vitória contra os EUA bem encaminhada depois de abrir 17 pontos de vantagem no terceiro quarto. Contudo, o time sofreu uma pane no último quarto, permitiu a virada e saiu de quadra derrotado .

Desta forma, era preciso vencer a República Dominicana no encerramento da primeira fase para conseguir a classificação para a semifinal. O enredo da partida foi muito semelhante ao do jogo contra os norte-americanos: após abrirem 20 pontos no final do terceiro período, os brasileiros deixaram a vantagem escapar, tomaram a virada e deram adeus às chances de título .

Neste sábado, ganhou do Canadá e ficou com a quinta posição. Um desfecho melancólico para uma equipe que buscava em Guadalajara a quarta medalha de ouro consecutiva nos Jogos Pan-Americanos.

Veja abaixo o histórico do basquete brasileiro ao longo das 16 edições do Pan-Americano:

Edição Masculino Feminino
1951 - Buenos Aires bronze -
1955 - Cidade do México bronze bronze
1959 - Chicago bronze prata
1963 - São Paulo prata prata
1967 - Winnipeg 7º lugar ouro
1971 - Cali ouro ouro
1975 - Cidade do México bronze 4º lugar
1979 - San Juan bronze 4º lugar
1983 - Caracas prata bronze
1987 - Indianápolis ouro prata
1991 - Havana 5º lugar ouro
1995 - Mar del Plata bronze -
1999 - Winnipeg ouro 4º lugar
2003 - Santo Domingo ouro bronze
2007 - Rio de Janeiro ouro prata
2011 - Guadalajara 5º lugar bronze
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.