Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Barradas no Pan, jovens ginastas de Guadalajara se exibem na rua

Meninas dão saltos mortais no asfalto, reclamam de preferência do técnico mexicano por atletas de Monterrey e miram Toronto 2015

Marcel Rizzo e Vicente Seda, enviados iG a Guadalajara |

Enquanto a equipe americana garantia o ouro, e as brasileiras decepcionavam na arena de ginástica rítmica e artística em Guadalajara, três meninas da cidade davam aula de simpatia na rua em frente ao ginásio. Sophia Martinez, de 13 anos, Valeria Bernardez, de 14, e Ahtziri Sandoval, de 15, não conseguiram ingressos para assistirem às competições no seu local diário de treinamentos, nem mesmo arriscando saltos no asfalto. Barradas no Pan, elas sonham integrar a equipe mexicana nos Jogos de Toronto, Canadá, em 2015.

Confira o calendário da ginástica artística no Pan de Guadalajara

null

Fã, como grande parte do público que tem freqüentado a arena de ginástica em Guadalajara, da mexicana Cynthia Valdez, Sophia pratica o esporte desde os seis anos. Mostra elasticidade impossível de obter sem treinamento intenso, claro, com um objetivo. Gostaria de disputar o Pan em sua cidade natal, mas, como não teve a chance, mira o próximo.

Leia também: Os brasileiros vão amarelar em Londres 2012?

Vicente Seda/iG
Sophia, Ahtziri e Valeria (esq. para dir.) sonham disputar Pan de 2015, em Toronto
Sophia, bem como Ahtziri e Valeria, reclamam. Afirmam que o treinador da equipe de ginástica artística do México, Eduardo Valdez, privilegia atletas de Monterrey, fechando as portas para as ginastas de Guadalajara. Curiosamente, quatro das seis atletas, incluindo a reserva da equipe, são da cidade citada pelas meninas. Nenhuma nasceu na sede do Pan 2011.

Leia também: Brasil fica em quinto na disputa por equipes

“Quero me tornar profissional, ganhei um torneio nacional no ano passado e a minha treinadora disse que tenho futuro. Quero estar em Toronto em 2015”, afirmou Sophia. “Há uma injustiça, há preferência na seleção nacional pelas atletas de Monterrey porque o técnico é de lá. Acabam nos deixando fora, mas Guadalajara é uma potência mexicana na ginástica”, completou Valeria, seguida de Ahtziri: “Sem essa questão de Monterrey, teríamos mais chances”.

Veja o quadro de medalhas do Pan

Apesar das críticas das jovens atletas, a equipe mexicana de ginástica surpreendeu e abocanhou, nesta segunda-feira, a medalha de bronze por equipes na ginástica artística do Pan de Guadalajara. A seleção brasileira, com uma série de erros e o desfalque de Jade Barbosa, ficou apenas com o quinto lugar.

Leia tudo sobre: pan 2011ginástica artísticaguadalajara

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG