Alison e Emanuel foram ouro, mas viram atletas pequenos aparecerem nas primeiras colocações

Os brasileiros Alison e Emanuel levaram o ouro no vôlei de praia masculino , mas a areia de dura da praia do centro de Puerto Vallarta, a 350 km de Guadalajara, favoreceu os “ratinhos” do esporte, como definiu Alison. As duplas que ganharam a prata, os venezuelanos Farid Mussa (1,82m) e Igor Hernandez (1,79m), e o bronze, os argentinos Santiago Etchegarray (1,76m) e Pablo Suarez (1,78m), são bem mais baixos do que os brasileiros – Alison tem 2,03m e Emanuel 1,90m.

Leia também: Alison e Emanuel dominam venezuelanos e são ouro no Pan-Americano

“E a areia favorecia eles. Os venezuelanos são baixos, mas pulam muito, e com o piso duro saltam e nos alcançam. Os argentinos são uns ratinhos e jogaram muito bem. Mas aprendi muito isso com o Emanuel, que é jogar e jogar bem nas adversidades, e se adaptar rápido a elas”, explicou Alison.

Etchegarray, o argentino “ratinho”, admitiu que o piso os ajudou, principalmente na disputa do bronze. “A areia mais fofa não nos permite saltar tanto quanto um jogador mais alto. Como somos mais baixos, temos que ter uma impulsão maior, e a areia dura favorece”, disse o argentino.

Veja o quadro de medalhas atualizado dos Jogos Pan-Americanos

“A areia não ajudou porque deixa o jogo menos técnico e mais brigado. Melhor para o Alison, né”, brincou Emanuel. Ele reclamou também do horário das partidas. “Jogamos todas às 13 horas. Mas é aquela história, temos que jogar bem onde formos chamados para jogar”, disse Emanuel, ouro em 2007 ao lado de Ricardo.

Alison comemorou que quatro anos depois de ver pela internet Emanuel ser ouro no Pan do Rio de Janeiro, em 2007, agora pôde comemorar a vitória com ela. Há quatro anos Alison disputava um torneio pequeno na Estônia, com seu antigo companheiro Bernardo.

Veja todos os resultados do Pan 2011 em tempo real

“É uma evolução porque em 2007 eu estava tentando algo para minha carreira. Fico imaginando agora o que mais tem por vir”, disse Alison. A dupla foi campeã mundial, do circuito mundial e agora pan-americano. Ainda resta o circuito brasileiro e somar pontos no mundial do ano que vem para ter vaga olímpica.

“O que eu quero agora? Só pular na pisicina”, disse Emanuel, reclamando do calor de 38 graus de Puerto Vallarta.

Veja as fotos da final do vôlei de praia em Puerto Vallarta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.