A brasileira foi a segunda melhor na decisão da maça nesta terça-feira nos Jogos de Guadalajara

Angélica Kvieczynski segue fazendo história para a ginástica rítmica do Brasil nos Jogos Pan-Americanos . Na final individual por aparelho, a ginasta faturou a prata na decisão da maça. Angélica conseguiu 25.150 e ficou atrás apenas da mexicana Cinthya Valdez, que somou 25.775 pontos. A canadense Mariam Charmilova completou o pódio com o bronze, com 24.525.

Leia também: Para Angélica Kvieczynski, todas as medalhas têm sabor de ouro

Essa é a primeira prata do Brasil no individual da ginástica rítmica em Pans. Angélica já tinha um também inédito bronze no individual geral e outros dois terceiros lugares na decisão da bola e do arco . Além disso, o Brasil tinha sido bronze por aparelhos com Tayanne Mantovanelli, em 2003, na maça, e Ana Paula Scheffer, em 2007, no arco.

Angélica Kvieczsnki ainda tentava mais uma medalha na fita, mas acabou fora do pódio. Já na parte final da apresentação, a fita de Angélica deu um nó e como ela executou alguns aparelhos assim, perdeu pontos. A ginasta conseguiu apenas 23.825 e ficou em sexto lugar na classificação final. O ouro na fita foi para a norte-americana Julie Zetlin, com a nota 25.775.O pódio foi completado pela mexicana Cinthya Valdez e pela argentina Ana Carrasco Pini.

Veja o quadro de medalhas do Pan-Americano 2011

Ainda nesta terça o Brasil busca mais uma medalha, na final por aparelho no conjunto, com as três fitas e duas bolas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.