Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Angélica Kieczynski leva medalha inédita na ginástica rítmica

Ginasta levou o bronze e foi a primeira brasileira a subir ao pódio no individual geral em Pan-Americanos

iG São Paulo |

A brasileira Angélica Kieczynski conquistou a primeira medalha da ginástica rítmica no Pan-Americano 2011. No Complexo Nissan de ginástica, a atleta de 20 anos fechou as apresentações deste sábado e ficou com o bronze no individual geral, com a nota de 98.200 na soma dos aparelhos arco, bola, maça e fita. Essa é a primeira medalha na prova do Brasil em Pan. O País tinha dois bronzes, mas por aparelhos, com Tayane Mantovani, na maça em 2003, e Ana Paula Scheffer, no arco, em 2007.

Veja o quadro de medalhas do Pan-Americano 2011

A campeã foi a norte-americana Julie Ashley Zetlin, com 100.850 pontos. Já a mexicana Cinthya Valdez, queridinha e mais ovacionada pela torcida, errou na maça, deixando cair o aparelho, e ficou com a medalha de prata, com 100.325.

Natália Gaudio, estreante em Pan e outra brasileira na prova, teve problemas na apresentação com a maça, perdeu pontos e acabou apenas na 10ª colocação geral, com 90.725 pontos.

Angélica chegou ao pódio depois de somar 25.075 no arco com a música "My Way" - qua também será usada pelo conjunto brasileiro na apresentação de cinco bolas - 23.157 na bola, 23.225 na maça e 24,050 na fita. Já Natália conseguiu 23.850 no arco, 22.525 na bola, 21.400 na maça e 22.950 na fita.

Para quem pensou em desistir do esporte no ano passado, Angélica teve muito o que comemorar. "Estou nas nuvens. Nunca imaginei ganhar esse bronze. Acho que o fato de eu ter cativado o público me valeu alguns pontos no quesito artístico. Isso fez toda a diferença", disse Angélica, que sofreu uma cirurgia no joelho direito em 2010. "Tive um ano muito difícil, pensei mesmo em desistir de tudo, mas persisti e valeu a pena", disse.

As brasileiras também conseguiram vagas para as finais por aparelhos, que serão disputadas a partir desta segunda-feira. Angélica vai para todas as finais, enquanto Natália tentará uma medalha no arco.

Torcida e falhas no primeiro dia da ginástica

O Brasil, tem tradição e é tricampeão pan-americano no conjunto, contou com torcida e bandeira estendida no Complexo Nissan de ginástica. Angélica Kieczynski e Natália Gáudio foram aplaudidas em todas as apresentações.

Entretanto, a estreia da modalidade no Pan 2011 também teve falhas técnicas. Logo no começo das apresentações, a cubana Dailen Cutiño teve problemas com a música e precisou repetir a sua série com a bola ao final da primeira rotação. Depois, a próxima vítima foi a norte-americana Shelby Maureen Kisiel. Ela só conseguiu se apresentar na terceira tentavia, mais uma vez por problemas com a música no ginásio.

Veja o calendário da ginástica e outras modalidades no Pan 2011

As ginastas do Brasil voltam a brigar por medalhas neste domingo, no conjunto. As provas começam às 19h (horário de Brasília) com a série de cinco bolas. Na sequência, as ginastas se apresetam com três ficas e dois arcos.

Leia tudo sobre: pan 2011brasilangélica Kieczynski

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG