Publicidade
Publicidade - Super banner
Olimpíadas
enhanced by Google
 

Senado aprova criação da Autoridade Pública Olímpica

A emenda prorroga os contratos de concessão dos pontos de comércio nos aeroportos até a realização dos Jogos Olímpicos

AE |

O plenário do Senado aprovou hoje, por 46 votos a favor e 13 contrários, a Medida Provisória de criação da Autoridade Pública Olímpica (APO), autarquia que será responsável pelas ações do governo federal na organização dos Jogos Olímpicos de 2016. A matéria seguirá à sanção presidencial.

A promessa do líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), é de que o Planalto vetará a emenda que prorroga até 2016 as concessões de lojas nos aeroportos viabilizou a votação. 

Para evitar o arquivamento da matéria, que perderia a validade nesta terça, o relator da MP no Senado, Lindbergh Farias (PT-RJ), recomendou o veto à emenda de autoria do deputado Marco Maia (PT-RS) - apresentada antes da posse dele na presidência da Câmara. A emenda prorroga os contratos de concessão dos pontos de comércio nos aeroportos até a realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos no Rio de Janeiro.

"Vamos trabalhar pelo veto (à emenda) porque é a vontade política da maioria", prometeu Jucá. "Voto confiando no veto da presidente", justificou o senador Pedro Simon (PMDB-RS), questionando da tribuna a legalidade e moralidade da prorrogação das concessões.

A nova autarquia deverá ser comandada pelo ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, escolhido pela presidente Dilma Rousseff. O nome do presidente da APO será submetido, antes, a uma sabatina no Senado.

Leia tudo sobre: Rio 2016Olimpíadas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG