Polícia londrina acredita que os funcionários presos não estariam envolvidos em complô terrorista

AP
Obras do estádio foram concluídas na última terça-feira
Dois seguranças que trabalhavam no estádio olímpico de Londres, construído para os Jogos de 2012, foram detidos esta semana, depois que foram identificadas substâncias explosivas entre seus pertences, informou a Polícia Metropolitana de Londres nesta quarta-feira.

Os suspeitos são uma adestradora de cães de 40 anos e um homem, de 43 anos, que foi detido na quarta-feira em sua residência por possuir o mesmo tipo de substância. A Scotland Yard considera que o incidente não está relacionado com nenhum complô terrorista. Por esse motivo, a polícia inglesa liberou a mulher após o pagamento de fiança, enquanto o homem ainda é mantido sob custódia das autoridades.

De acordo com a polícia, a pequena quantidade das substâncias recolhidas - que ainda serão analisadas pela equipe legista - não chega a colocar em risco a segurança do estádio, nem da cidade de Londres.

"Existem fortes medidas para garantir a segurança do Parque Olímpico", explicou o porta-voz do ODA, entidade que colabora de perto na investigação da Polícia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.