Trata-se da área mais importante das Olimpíadas, já que receberá metade das provas e 15 modalidades esportivas

As autoridades brasileiras abriram nesta segunda-feira uma licitação internacional para o projeto de urbanização do parque olímpico dos Jogos do Rio de Janeiro de 2016. O parque olímpico será a área mais importante, já que receberá metade das provas e 15 modalidades esportivas no total.

O custo máximo do projeto é de R$ 590 milhões, um valor que deve cobrir o desenho de todos os espaços públicos, incluindo ruas, parques e vias de acesso. O parque olímpico deverá se integrar com o urbanismo da região, respeitar o meio ambiente e ser economicamente viável, segundo as condições apresentadas pela Prefeitura.

Outro requisito é que, depois dos Jogos, 60% da área do parque olímpico fique livre para a construção de hotéis, zonas residenciais e comerciais. No ato de lançamento da licitação, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, garantiu que vai propor que a maior parte do orçamento desta obra seja paga pelo setor privado. "Se tiver possibilidade de captar recursos privados para custear a maior parte do parque olímpico vamos fazer", disse Paes no evento desta segunda-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.