Documento da Deloitte analisa o impacto da Olimpíadas e o estágio de preparação das empresas britânicas do setor turístico

Os Jogos Olímpicos de Londres gerarão 200 mil empregos diretos e representarão "uma oportunidade única para a recuperação da confiança na economia britânica", segundo relatório divulgado nesta quinta-feira pela empresa de consultoria Deloitte. O documento analisa o impacto da Olimpíadas nas empresas britânicas do setor turístico e o estágio de preparação das mesmas, a menos de um ano para o início da competição.

Segundo o relatório, 37% das companhias londrinas do setor de Turismo e Hotelaria não se consideram ainda preparadas para a chegada dos Jogos Olímpicos, mas a maior parte (55%) acredita que estará tudo pronto para o começo da competição. O maior desafio identificado pelas empresas é a disponibilidade de mão de obra, mas apenas 14% reconhecem que farão mudanças em seus quadros de funcionários ou nos turnos de trabalho.

De acordo com a Deloitte, os 28 dias de competição olímpica e paraolímpica gerarão em Londres mais de 20 milhões de deslocamentos. Por essa razão, "contar com uma adequada preparação e planos específicos para otimizar o fluxo de turistas na capital e outras áreas do país será essencial para que o setor se beneficie da realização dos Jogos".

O relatório detalha ainda algumas curiosidades como as provisões necessárias para alimentar os atletas participantes: 25 mil barras de pão, 232 toneladas de batatas, 100 toneladas de carne, 85 de mariscos, 75 mil litros de leite, 19 toneladas de ovos, 21 de queijo e mais de 330 de frutas e verduras.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.