Empresas britânicas podem ser forçadas a racionar o acesso à rede para evitar possíveis quedas de conexão

As obras na Vila Olímpica de Londres estão quase concluídas
Divulgação
As obras na Vila Olímpica de Londres estão quase concluídas
Os ingleses estão preocupados com o acesso à internet durante as Olimpíadas de Londres , que começam no dia 27 de julho. O Gabinete do Governo britânico lançou um alerta para as empresas do país, dizendo que o sistema de telecomunicações pode ser incapaz de dar conta da demanda.

Leia mais: COI propõe criação de sistema unificado contra apostas ilegais

"É possível que os serviços de internet podem ficar mais lentos durante os Jogos ou, em casos muito graves, pode haver quedas devido a um aumento do número de pessoas que acessam a internet", diz o documento.

Confira também: Metade dos atletas de Londres farão exames antidoping

Dessa forma, o governo já emitiu um parecer oficial às empresas, encorajando as mesmas a oferecer regimes de trabalho especial na época dos Jogos , gerando assim um racionamento no acesso.

Confira o blog Espírito Olímpico

Especialistas acreditam que o alerta foi oportuno e mostra que as empresas precisavam verificar se seus sistemas de T.I (Tecnologia da Informação) seriam capazes de permitir que funcionários trabalhem de casa.

"Muitas empresas ainda não preparadas para os enormes riscos apresentados pelos Jogos de Londres", disse Kathryn Hurt, chefe de projetos para MWB Business Exchange, que fornece espaço de escritório para empresas. "Tem havido muita discussão sobre hotspots de tráfego, mas muito pouco sobre potenciais problemas de tráfego na Internet. O risco é que os trabalhadores domésticos são incapazes de trabalhar de forma eficaz devido ao excesso de capacidade", finalizou Hurt.

O governo crê que incentivar as empresas a permitir que as pessoas trabalhem a partir de outros escritórios ou em casa pode ser fundamental para aliviar um possível congestionamento em Londres .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.