Publicidade
Publicidade - Super banner
Olimpíadas
enhanced by Google
 

Doha apresentará candidatura às Olimpíadas de 2020

Roma, Madri, Tóquio e Istambul também concorrem. Prazo para novos interessados é até 1º de setembro

AE |

selo

Doha irá apresentar a sua candidatura para tentar organizar as Olimpíadas de 2020. A cidade do Catar recebeu uma permissão especial do COI (Comitê Olímpico Internacional) para que os Jogos possam ser realizados entre 20 de setembro e 20 de outubro daquele ano, época em que o país viverá o seu outono e não estará sendo afetado pelos climas superquentes do seu escaldante verão.

Por ora, Roma, Madri, Tóquio e Istambul são as concorrentes de Doha. A data limite para que outras cidades expressem interesse em se candidatar aos Jogos Olímpicos de 2020 é o próximo dia 1º de setembro.

"Apenas ter a oportunidade de entrar no processo de candidatura é outro passo para conquistar algo muito especial para a nossa nação", afirmou o secretário-geral do Comitê Olímpico do Catar, Tamim bin Hamad Al Thani, nesta sexta-feira.

Localizado no Golfo Pérsico, o Catar já venceu a disputa para receber a Copa do Mundo de 2022, naquele que será o primeiro Mundial de futebol realizado no Oriente Médio. O COI elegerá a sede dos Jogos Olímpicos de 2020 em votação realizada no dia 7 de setembro de 2013.

Doha também se candidatou a receber os Jogos Olímpicos de 2016 e espera usar a experiência fracassada para vencer a disputa por 2020. "Ouvimos e aprendemos com nossa tentativa de se candidatar aos Jogos de 2016", acrescentou Tamim bin Hamad Al Thani.

No final de julho, Dubai, outra cidade localizada no Golfo Pérsico, desistiu de apresentar a sua candidatura para a Olimpíada de 2020, que acontecerá quatro anos depois de o Rio abrigar os primeiros Jogos Olímpicos realizados no Brasil. Atingida pela crise econômica global, a cidade resolveu focar seus esforços na tentativa de vencer o futuro pleito que elegerá a edição de 2024 do grandioso evento.

Já na última segunda-feira foi a vez de os Estados Unidos desistirem oficialmente do processo de escolha para as Olimpíadas de 2020. O USOC (Comitê Olímpico Norte-Americano) preferiu optar por se preparar para tentar receber os Jogos de Inverno em 2022 e os de Verão em 2024. Antes da desistência, Chicago, Nova York e Dallas desejavam ser oficializadas como candidatas.

Leia tudo sobre: olimpíadascoi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG