Tamanho do texto

Medalha de bronze ficou com Kei Nishikori, que bateu Rafael Nadal

Estadão Conteúdo

Se até quatro anos atrás os britânicos precisaram viver um jejum de um século para ter um campeão olímpico de tênis, o tabu agora é outro - e favorável. Andy Murray, atual número 2 do mundo, conquistou o bicampeonato olímpico neste domingo ao derrotar o argentino Juan Martín Del Potro por 3 sets a 1, com parciais de 7/5, 4/6, 6/2 e 7/5, e se tornou o primeiro tenista da história a conquistar dois ouros na em chave de simples. A partida se estendeu por 4 horas e 2 minutos.

Confira o tempo real dos Jogos do Rio 2016

A medalha coroa uma campanha com poucos sobressaltos, em que Murray enfrentou adversários bem menos expressivos do que aqueles contra os quais Del Potro jogou. O britânico estreou contra o sérvio Victor Troicki e depois enfrentou o argentino Juan Monaco, o italiano Fabio Fognini, o norte-americano Steve Johnson e o japonês Kei Nishikori.

Murray conquistou o bicampeonato olímpico no Rio 2016
Reprodução/Twitter
Murray conquistou o bicampeonato olímpico no Rio 2016

Só perdeu dois sets, contra Fognini e Johnson, e mesmo na semifinal fez um duelo fácil contra Nishikori, vencendo por 6/1 e 6/4. Já Del Potro, atual 141º do mundo, havia enfrentado - e eliminado - o número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, na primeira rodada e o espanhol Rafael Nadal, quinto melhor do ranking, na semifinal.

Neste domingo, Murray encarou um jogador inspirado e uma torcida animada. Os argentinos compareceram em bom número, ostentaram bandeiras nas arquibancadas do Centro de Tênis e fizeram a festa a cada game vencido por Del Potro.

Brasil se despede em 11º no basquete feminino; quartas de final estão definidas

Mas também havia torcida para Murray: os brasileiros, que desde o início do torneio torceram contra Del Potro, logo adotaram o britânico, com direito a frequentes coros de "Let's go, Andy".

O JOGO - O primeiro set teve quatro quebras de serviço em sequência: Murray abriu vantagem sobre Del Potro no segundo game, mas perdeu o terceiro. O britânico desempatou no quarto e o argentino empatou de novo no quinto. O jogo seguiu empatado até o 12º game, quando Murray venceu e fechou o set em 7/5.

Argentino Del Potro não conseguiu superar o favorito Andy Murray
Reprodução/Twitter
Argentino Del Potro não conseguiu superar o favorito Andy Murray

Del Potro não se abateu e quebrou o serviço do adversário logo no primeiro game do segundo set, abrindo vantagem. Murray teve chance de revidar logo no game seguinte, mas desperdiçou. O jogo seguiu equilibrado e o argentino fechou o set em 6/4, empatando a partida.

O terceiro set foi equilibrado até o quarto game, quando Murray quebrou o serviço de Del Potro. Embora a torcida tenha tentado reanimar o argentino, ele não conseguiu se recuperar, e teve o serviço quebrado mais uma vez no oitavo game. Murray fechou o set em 6/2.

O quarto set teve mais uma série de quebras de serviço: Del Potro abriu vantagem no terceiro game, Murray empatou no quarto e o argentino passou novamente à frente no quinto. O jogo então se equilibrou até o décimo game, quando o britânico conseguiu empatar. No game seguinte ele salvou dois break points e manteve o serviço, e no 12º game quebrou o serviço de Del Potro e venceu por 7/5, fechando o jogo por 3 sets a 1.

Larissa e Talita salvam 3 match points, vencem de virada e vão à semifinal

A medalha de bronze na chave masculina de simples ficou com Kei Nishikori que, mais cedo, bateu um combalido Rafael Nadal por 2 sets a 1 - o espanhol foi campeão olímpico na chave de duplas, ao lado do compatriota Marc López.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.