Wada confirma recredenciamento de laboratório brasileiro de controle antidopagem

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Anúncio foi feito durante reunião realizada na sede da agência mundial, em Montreal. O LBCD será o responsável pela realização dos exames antidopagem nos Jogos do Rio 2016

A Wada (Agência Mundial Antidopagem) confirmou nesta quarta-feira que concedeu o recredenciamento ao LBCD (Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem). O anúncio foi feito durante reunião do Conselho de Fundadores da entidade, em Montreal, no Canadá, e contou com a presença do ministro do Esporte, George Hilton, e do secretário nacional da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), Marco Aurelio Klein. O laboratório brasileiro, instalado no campus da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) havia perdido sua credencial em setembro de 2013.

Veja imagens do novo LBCD, o laboratório brasileiro de controle antidopagem

Entrada do prédio do LBCD (Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem), que deverá receber seu recredenciamento por parte da Wada nesta quarta-feira. Foto: Divulgação/Ministério do EsporteO médico Francisco Radler, da UFRJ, é o diretor do LCBD. Foto: Divulgação/Roberto Castro/MEAs novas instalações do LBCD (Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem), que deve recredenciado pela Wada nesta quarta-feira. Foto: Divulgação/Roberto Castro/MEAs novas instalações do LBCD (Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem), que deve recredenciado pela Wada nesta quarta-feira. Foto: Divulgação/Roberto Castro/MEAs novas instalações do LBCD (Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem), que deve recredenciado pela Wada nesta quarta-feira. Foto: Divulgação/Roberto Castro/MEO ministro do Esporte, George Hilton, ouve as explicações do diretor Francisco Radler, ao lado de Marco Aurélio Klein, secretário nacional da ABCD. Foto: Divulgação/Roberto Castro/ME


“A recuperação da acreditação é o resultado de um esforço considerável do governo federal e faz parte da preparação do nosso país para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos. O sistema antidoping será um dos principais legados, mas ainda faltam alguns passos complementares para manter o nível de excelência na garantia de jogo limpo no esporte", disse o ministro George Hilton. 

Leia mais sobre o novo LBCD:

Liberado, laboratório antidoping terá passaporte biológico para brasileiros
Meta de novo laboratório é realizar 2.500 testes até o final deste ano

O laboratório b rasileiro passa a ser o 34º do mundo acreditado pela WADA – um laboratório da Turquia também teve a reacreditação confirmada nesta quarta – e é o segundo na América do Sul (o outro fica em Bogotá, na Colômbia).

“A partir de hoje, o LBCD passa a poder receber as amostras e fazer a análise, o que significa que muito rapidamente as próprias análises da ABCD, que hoje mandamos para os outros laboratórios, poderão ser enviadas para o Rio de Janeiro. É um privilégio que apenas 30 países têm”, comemorou Marco Aurelio Klein.

Acompanhe o blog Espírito Olímpico

O prédio do novo laboratório foi construído com um investimento de R$ 134 milhões do governo federal. Foram R$ 106 milhões do Ministério do Esporte e R$ 28 milhões do Ministério da Educação. Além disso, o Ministério do Esporte investiu outros R$ 54 milhões para a compra de equipamentos e materiais para a operação do laboratório. 

A expectativa é de que o laboratório seja bastante exigido já em 2015. A partir de julho deste ano até o início dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o país organizará um total de 44 eventos-teste, nos quais serão realizados exames de controle de dopagem. “Assim que voltarmos ao Brasil vamos planejar o início o mais rápido possível para começar o processo de mandar todas as nossas amostras para o LBCD. Isso é muito importante porque temos um plano de 2.500 testes até o fim do ano, o triplo do que era feito antes da ABCD”, afirmou Klein. 

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas