Indefinição do Itaquerão pode impedir parcelamento na compra de ingressos em SP

Por Marcelo Laguna - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Sem acerto sobre quem pagará pelas estruturas provisórias na Arena Corinthians, jogos em São Paulo não foram incluídos na abertura da venda de ingressos nesta terça. Se acordo demorar a sair, torcedor pederá o benefício de parcelamento do bilhete

O início da primeira fase de venda de ingressos das Olimpíadas do Rio 2016, já disponível no site oficial dos Jogos (http://www.rio2016.com/ingressos/) não oferece a possibilidade de escolha de partidas do torneio de futebol em São Paulo, cujo estádio selecionado foi a Arena Corinthians, em Itaquera. A indefinição da presença do Itaquerão na festa olímpica não preocupa os organizadores, embora possa atrapalhar os planos de quem pretende assistir as partidas ao vivo. Uma demora na confirmação do estádio poderá impedir que o torcedor tenha o benefício de parcelar o valor dos ingressos adquiridos.

Ingressos para jogos no Itaquerão para o torneio de futebol ainda não estão disponíveis para compra no site do Rio 2016
Divulgação/Arena Corinthians
Ingressos para jogos no Itaquerão para o torneio de futebol ainda não estão disponíveis para compra no site do Rio 2016


Durante a entrevista coletiva desta terça-feira, feita via internet, o diretor de comunicação do Rio 2016, Mario Andrada, ressaltou a confiança dos organizadores em contar com São Paulo nas Olimpíadas do ano que vem, mas reconheceu que a indefinição pode ter influência sobre a forma com a qual o torcedor poderá comprar seus bilhetes.

"Não existe plano B para São Paulo, nós contamos com a Arena Corinthians recebendo os jogos do torneio de futebol. Temos confiança de que saia um acordo ainda nesta primeira fase de vendas via sorteio. Do contrário, se o acerto ocorrer apenas na fase de vendas online, em outubro, o torcedor não poderá parcelar o valor do ingresso", afirmou.

E mais: Venda de ingressos para o Rio 2016 começa sem Itaquerão no torneio de futebol

Na primeira fase de vendas, que começou nesta terça-feira e vai até o final de abril, o interessado em comprar ingressos para o Rio 2016 escolhe os eventos que pretende assistir e envia as escolhas, aguardando o sorteio que será realizado em junho. Haverá ainda um segundo sorteio, em agosto, para quem não foi contemplado da primeira vez. Nestas duas etapas, é possível parcelar o ingresso de três a cinco parcelas, dependendo do cartão de crédito do usuário. 

Acompanhe as novidades dos Jogos do Rio 2016 no blog Espírito Olímpico

Mas se ocorrer uma demora para a assinatura do acordo da cidade de São Paulo para participar dos Jogos, as vendas só ocorrerão em outubro, quando se iniciará a venda online, aberta a torcedores do mundo inteiro. E não haverá a possibilidade de parcelamento, apenas pagamento à vista.

Quem paga a conta?

O grande impasse na presença da Arena Corinthians é a definição de quem irá pagar pela implantação da estrutura provisória que o estádio necessita para receber as dez partidas previstas. São gastos com estruturas para sala de imprensa, cabeamento de internet no estádio, instalação de catrocas específicas nas bilheterias, colocação da identidade visual em torno do estádio etc. O Corinthians alega não ter dinheiro para isso, bem como a prefeitura de Sâo Paulo já demonstrou que não quer realizar estes gastos.

"Estamos torcendo para que São Paulo assine logo, pois trata-se de uma cidade muito importante para nós. Muitos paulistas virão ao Rio para ver as Olimpíadas, bem como muitos pretendem assistir aos jogos de futebol na Arena Corinthians", disse Renato Ciuchini, diretor executivo comercial do Rio 2016.

Veja ainda: Corrida para os ingressos dos Jogos do Rio 2016 começa nesta terça-feira

Mesmo se a demora neste acerto impedir que o interessado em assistir às partidas em São Paulo possa parcelar sua compra de ingressos, os organizadores não entendem que o torcedore será muito prejudicado. "O parcelamento de ingressos em São Paulo não ocorrerá se entrar apenas na fase de compra online, mas serão apenas alguns eventos e os valores são acessíveis", explicou Donovan Ferreti, diretor de ingressos do comitê organizador.

Após o feriado da Páscoa, haverá uma reunião entre os integrantes do comitê Rio 2016, Corinthians e também da secretaria municipal de esportes, representando a prefeitura de São Paulo, para tentar chegar a um acordo e definir a questão da participação do Itaquerão nos Jogos Olímpicos do ano que vem.

Veja como estão algumas das obras para os Jogos Olímpicos de 2016

Projeção gráfica de como ficará o Parque Olímpico da Barra, para as Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2016. Foto: Divulgação/Rio 2016Visão geral das obras do Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no mês de março de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016Imagens das obras de março de 2015 dos três pavilhões das Arenas Cariocas, localizado no Parque Olímpico, que receberão provas de judô, esgrima e taekwondo. Foto: Divulgação/Rio 2016O novo Centro Aquático, localizado no Parque Olímpico da Barra, em março de 2015. Arena receberá as provas de natação dos Jogos de 2016. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras do Centro de Handebol, de março de 2015. Arena está localizada no Parque Olimpico da Barra. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras do Centro de Tênis, localizado no Parque Olímpico, em março de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016Visão geral do Parque Olímpico da Barra, no mês de março de 2015. com as instalações do Parque Aquático Maria Lenk e da Arena HSBC em primeiro plano. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras do velódromo do Parque Olímpico, no mês de março de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016Campo de golfe para nos Jogos de 2016, em foto de março de 2015, com suas obras praticamente concluídas. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras do centro aquático do pentatlo moderno, em março de 2015, localizado no Complexo Esportivo de Deodoro. Foto: Divulgação/Rio 2016Visão geral (em maço de 2015) do centro nacional de tiro esportivo, no Complexo de Deodoro, que precisará passar por adaptações para as Olimpíadas de 2016. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras do Parque Radical, em Deodoro, no mês de março de 2015. Local receberá as provas de canoagem slalom, ciclismo BMX e ciclismo Mountain Bike. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras para a arena de hóquei sobre grama, no Complexo de Deodoro, em março de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras do Centro Nacional de Hipismo, no Complexo de Deodoro, em março de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016Prédios da Vila Olímpica dos atletas, ainda em obras, no mês de março de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras do Parque Olímpico da Barra, em março de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras do edifício do centro de imprensa principal (MPC), em março de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016Obras nas instalações do centro internacional de transmissões (IBC), de onde são transmitidas as imagens de TV, em março de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016O cronograma prevê a conclusão das obras na Arena Deodoro até o segundo trimestre de 2016. Foto: Divulgação/Rio 2016O complexo esportivo para a disputa das competições de ciclismo BMX  tem sua conclusão prevista para o último trimeste de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016O Centro Nacional de Tênis, localizado no Parque Olímpico da Barra, tem previsão para conclusão das obras no terceiro trimestre de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016O Parque Radical receberá as provas de ciclismo montain bike e deve ficar pronto até o primeiro trimestre de 201. Foto: Divulgação/Rio 2016O Centro Aquático, localizado no Parque Olímpico da Barra, terá suas obras concluídas apenas no primeiro trimestre de 2016. Foto: DivulgaçãoO Centro de Handebol, que está sendo erguido no Parque Olímpico da Barra, só ficará pronto no quarto trimestre de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016O novo Velódromo Olímpico, localizado n o Parque da Barra da Tijuca, só ficará pronto no último trimestre de 2015. Foto: Divulgação/Rio 2016


Leia tudo sobre: ItaquerãoRio 2016OlimpíadasIngressosfutebol mundial

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas