Tamanho do texto

Henrique está procurando conversar bastante com Leandro Guerreiro para acertar o posicionamento em campo

Desde os tempos de Adilson Batista no comando do Cruzeiro, o meio-campo se tornou o setor mais elogiado da equipe, com boa variedade de volantes. Cuca assumiu o comando do time e a concorrência continua forte entre os homens responsáveis pela marcação à frente da defesa. No momento, Leandro Guerreiro e Henrique são os titulares. E a nova dupla busca se entrosar o quanto antes para vencer o Atlético.

Leandro Guerreiro tem atuado como primeiro volante, dando todo o suporte para a defesa. No Botafogo, o atleta chegou até mesmo a atuar como terceiro zagueiro no ano passado. O jogador ressaltou a qualidade do meio-campo cruzeirense e espera se encaixar o quanto antes,já que chegou ao time no início do ano

Henrique está tendo mais liberdade para atacar quando atua ao lado de Leandro Guerreiro
Vipcomm
Henrique está tendo mais liberdade para atacar quando atua ao lado de Leandro Guerreiro
. “Fica mais fácil jogar em um time acertado. O Cruzeiro tem um meio-campo muito bom. Mostrou isso no Brasileiro do ano passado, com jogadores que marcam forte e também saem para o jogo. Marquinhos Paraná e Fabrício voltarão em breve e a briga será boa. Mas vim aqui para lugar pela vaga de titular. Quem tem a ganhar com isso é o Cruzeiro”, afirmou Guerreiro.

Já o volante Henrique tem saído mais para o jogo, auxiliando mais o ataque. O jogador revelou que tem conversado muito com o novo companheiro de setor para acertar o entrosamento. “Conversando podemos resolver essa falta de entrosamento. Ele (Leandro Guerreiro) fica mais, dando mais liberdade para que eu possa atacar. Sempre me aventurei no ataque. Tenho que saber o momento certo de avançar, para não deixar a defesa desguarnecida”, analisou.

Departamento médico
Outras boas opções do técnico Cuca são os volantes Marquinhos Paraná e Fabrício, ambos em tratamento de contusões. Paraná ainda sente uma pancada no tornozelo direito e é dúvida para o clássico. Já a situação de Fabrício é mais delicada. O jogador está em tratamento de uma hérnia inguinal e ainda não estreou na temporada.