iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Notícia

05/08 - 13:12

Riquelme minimiza rumores sobre problemas de relacionamento com Messi

Meia colocou a culpa dos rumores sobre seus problemas pessoais com Messi na imprensa

EFE

XANGAI (China) - O meia argentino Juan Román Riquelme, capitão da seleção olímpica de futebol da Argentina, minimizou hoje os rumores sobre seus problemas de relacionamento com o atacante Lionel Messi.

Os rumores voltaram à tona após uma longa conversa que os dois jogadores mantiveram no domingo após os treinos para os Jogos Olímpicos de Pequim, durante a qual se mostraram amistosos e sorridentes.

"Messi e eu estamos bem, como sempre. Não é a primeira vez que jogamos juntos", lembrou Riquelme, antes de culpar a imprensa pelos rumores sobre suas diferenças pessoais com o atacante.

"Estão trazendo muitos problemas, comentando coisas que creio que já deviam ter terminado", declarou aos jornalistas.

"O que acontece é que vocês tiram conclusões pela fisionomia dos outros e publicam que alguém está ou não feliz", alfinetou, em relação às interpretações feitas pela imprensa argentina das fotografias tiradas durante sua conversa com Messi.

A imprensa argentina sugere que Riquelme exerce uma liderança no grupo que ofusca o atacante do Barcelona, e afirma que ambos se desentenderam durante a Copa América de 2007, na Venezuela, por não estarem de acordo com a maneira de jogar do meia.

Na última segunda o próprio Messi disse à emissora "TyC Sports", de Buenos Aires, que sua relação com Riquelme "foi sempre a mesma e que nunca tiveram problemas".

Quanto à sentença do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS, em francês), esperada para hoje - que decidirá sobre a apelação do Barcelona, que quer ter Messi para sua pré-temporada e para a Liga dos Campeões - Riquelme disse que o atacante "certamente ficará para os Jogos Olímpicos, que é o que todos ali esperam".

"Esperamos que isto acabe de vez e que ele possa disputar os Jogos Olímpicos, que é o que ele quer", afirmou.

O meia do Boca Juniors também reforça suas expectativas para a seleção. "Temos sempre a obrigação de jogar o máximo, de vencer, sabemos de nossa tradição, que representamos nosso país e que tentaremos de tudo para conquistar medalhas de ouro. Se vencermos a primeira partida teremos grande chance de classificação", disse.

Riquelme também disse não esperar uma revanche contra os brasileiros, que derrotaram os argentinos na decisão da Copa América do ano passado. "O Brasil não está em nosso grupo, portanto ainda não temos que pensar nele", declarou.

No entanto, aponta o Brasil como um dos favoritos ao ouro. "Eles têm grandes jogadores e Ronaldinho Gaúcho, que parece estar motivado, o que pode ser decisivo", analisa.

O meia do Boca Juniors também negou que a seleção argentina seja um "dream team" (time dos sonhos).

"Não somos um dream team, mas uma equipe de futebol que tentará jogar o melhor que puder e superar cada rival, sabendo que será complicado. Porém, temos muita confiança nos jogadores que temos e veremos se somos capazes de dar uma alegria a nosso país", concluiu


Leia mais sobre: Riquelme

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo