iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Notícia

09/07 - 01:23

Brasil estréia com vitória na fase final do Grand Prix de vôlei

Brasil venceu os Estados Unidos por 3 sets a 0, com parciais de 25-19, 25-19 e 25-23

EFE

 

A fase final do Grand Prix de vôlei feminino começou bem para as brasileiras. Jogando em uma Yokohama Arena vazia, a seleção marcou a 46ª vitória do Brasil sobre as americanas em 78 confrontos, e a 11ª nos últimos 15 jogos. No início do primeiro set, as duas equipes mostraram muito equilíbrio. No entanto, as comandadas de José Roberto Guimarães logo ficaram na frente do placar e chegaram a abrir cinco pontos de vantagem.

As americanas diminuíram a diferença, mas a meio-de-rede Fabiana entrou no final do período e marcou os dois últimos pontos do Brasil, que fechou com 25 a 19.

As brasileiras mantiveram a boa atuação no segundo set e o destaque da equipe era a ponta Mari, que fez 19 a 13 para o Brasil em seu oitavo ataque na partida. A jogadora do Osasco tinha um aproveitamento de 100% até então.

As americanas cresceram na partida e diminuíram a diferença para 19 a 16. No entanto, o jogo acabou sendo interrompido quando a jogadora Tom Logan levou uma bolada no rosto após um ataque de Mari e saiu de quadra com o nariz sangrando.

No reinício, o Brasil retomou o ritmo forte do começo do set. No final, Zé Roberto pôs novamente Fabiana no lugar de Fofão, apostando nos pontos de bloqueio. Porém, não foi preciso usar esta opção. Com ataques da ponta Paula Pequeno e da meio-de-rede Walewska, a seleção brasileira fechou com 25 a 19 e fez 2 a 0 no jogo.

Já no terceiro set, a equipe treinada por José Roberto Guimarães encontrou mais dificuldades, apesar do bom início. Mari fez seu décimo ponto na partida e o Brasil fez 8 a 7.

Mais adiante, o bloqueio triplo das brasileiras funcionou e a vantagem aumentou para 14 a 10. No entanto, as americanas endureceram o jogo, que chegou a ficar empatado em 19 a 19.

Na seqüência, Mari fez o 20º ponto do Brasil, após receber um belo passe de Fofão, que fazia sua 90ª partida na competição. Porém, a americana Danieel Scott-Arruda fez seu sétimo ponto no jogo, empatando em 20 a 20, mantendo a sua equipe viva.

Um ace de Tom virou o jogo para os EUA, fazendo 23 a 22, o que deixou o técnico brasileiro muito irritado.

A bronca parece ter surtido efeito e o Brasil empatou com Walewska, após um passe de Fofão, que fazia sua 90ª partida de Grand Prix. E o match point veio em um ataque preciso de Mari. Foi o 14º ponto da jogadora do Osasco.

Passado o susto, as americanas erraram um ataque e o Brasil fechou a partida em 3 a 0.

As brasileiras tentarão sua segunda vitória na competição contra a Itália, na quinta às 3h de Brasília. As italianas serão adversárias do Brasil no grupo B nos Jogos Olímpicos, que também conta com Argélia, Sérvia, Rússia e Cazaquistão.

Na fase decisiva do Grand Prix, as seis seleções classificadas jogam entre si até domingo. São três partidas por dia, e os pontos obtidos nas três primeiras etapas são descartados.

Ficha técnica: Brasil: Walewska, Mari, Paula Pequeno, Thaisa, Fofão, Sheilla e Fabi (líbero). Entraram: Carol Albuquerque, Sassá e Fabiana.

Técnico: José Roberto Guimarães.

EUA: Scott-Arruda, Haneef-Park, Bown, Glass, Tom e Sykora (líbero). Entraram: Nnamani, Barboza, Ah Mow-Santos e Davis.

Técnica: Jenny Lang Ping.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo