iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Notícia

04/07 - 11:14

Torcedores do Milan assinam petição para que Berlusconi venda o clube
Quase oito mil torcedores do Milan assinaram em menos de dois dias uma petição pela internet para que o proprietário do clube, Silvio Berlusconi, venda-o e os devolva o "orgulho à torcida"

EFE

O texto da petição, publicado por um grupo de torcedores na quarta-feira passada no site "firmiamo.it", sustenta que Berlusconi "não tem nenhuma intenção de investir no clube e, desde que ele entrou para a política, o Milan já não é economicamente competitivo na Europa".

Berlusconi deixou a Presidência do clube após vencer as eleições gerais italianas, realizadas em abril passado, devido à incompatibilidade do cargo no Milan com o de primeiro-ministro.

Os promotores da iniciativa lembram que tanto o vice-presidente e chefe executivo do clube, Adriano Galliani, como o próprio Berlusconi e sua família se queixam freqüentemente dos altos preços dos melhores jogadores e das condições fiscais desfavoráveis para o futebol italiano, quando perguntados sobre possíveis contratações.

O filho do proprietário do clube, Piersilvio Berlusconi, afirmou em entrevista publicada hoje no jornal "La Gazzetta dello Sport" que seu sonho seria contratar o atacante espanhol David Villa, do Valencia, mas acha que seu preço é "exagerado".

Para o grupo que pede a Berlusconi que venda seu pacote acionário majoritário, os torcedores do clube deveriam "refletir sobre a situação".

"Estamos agradecidos ao presidente por tudo o que fez pelo Milan e por sua torcida, mas o certo é que o que ganhamos nos dois últimos anos (uma Liga dos Campeões e um Mundial de Clubes da Fifa) foi por um milagre da equipe. Em benefício de todos, e principalmente do Milan, caro presidente, venda-o e nos devolva o orgulho de ser milanistas", diz o texto da petição.

Galliani declarou na quinta-feira à imprensa local que as queixas sobre o dono do clube são "no mínimo estranhas, levando em conta as conquistas do Milan durante a Presidência de Berlusconi".

O vice-presidente e chefe executivo calculou que a petição receberia cerca de "1.700 assinaturas entre os sete milhões de torcedores do Milan", mas 48 horas depois do lançamento da iniciativa, mais de 7.940 pessoas já tinham registrado seu apoio.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias