iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Notícia

12/06 - 12:41

Itália terá jogo decisivo contra Romênia na Eurocopa
A Itália enfrentará a Romênia amanhã no estádio Letzigrund de Zurique, às 13h de Brasília, e precisa da vitória para continuar com chances de classificação às quartas-de-final.

EFE

Se depender de retrospecto, os italianos ainda podem acreditar em um futuro no torneio europeu de seleções.

O último confronto entre os dois times pela Eurocopa aconteceu na edição de 2000 e a Itália venceu por 2 a 0, com gols de Francesco Totti e Filippo Inzaghi.

Entretanto, os comandados do técnico Roberto Donadoni terão que esquecer o péssimo resultado da estréia da Eurocopa, quando perderam por 3 a 0 para a Holanda.

A formação italiana para o jogo contra a Romênia deve sofrer algumas alterações.

Donadoni pode optar por tirar Panucci da lateral direita, deslocar Gianluca Zambrota para o setor e escalar Fabio Grosso no lado esquerdo. Na zaga, a troca seria a saída de Andrea Barzagli e a entrada de Giorgio Chiellini.

O técnico ainda pode promover a entrada de Daniele De Rossi na vaga de Gennaro Gattuso no meio.

Na Romênia, o atacante Adrian Mutu não gostou de ser substituído pelo técnico Victor Piturca no jogo contra a França e criticou o esquema tático. Para o jogador da Fiorentina, a equipe teve excesso de cautela na estréia.

Piturca anunciou hoje que assumirá maiores riscos ofensivos "desde o início, porque é mais difícil marcar no final" e disse que não vai utilizar o atacante Ciprian Marica, por "questões médicas", apesar da vontade do jogador do Stuttgart, que diz estar recuperado de uma leve pancada na cabeça sofrida nos treinos.

Por sua vez, o capitão da equipe romena, Cristian Chivu declarou que os defensores da Itália não dormirão tranqüilos esta noite, por causa de Mutu.

"Se Piturca o escalar, verão o verdadeiro Mutu", advertiu Chivu.

O jogador ainda mencionou que a situação no grupo C é totalmente diferente do que se esperava antes do início do torneio e reafirmou que os romenos querem se classificar.

"Somos uma equipe forte, um pouco mais organizada e mais ambiciosa do que a que enfrentou a Itália nas quartas-de-final da Eurocopa 2000", disse Chivu.

Ele acrescentou que, durante os oito anos de ausência da Eurocopa, os jogadores acumularam certas frustrações e que agora querem demonstrar que não são "uma equipe fracassada".

Após ter empatado com a França no jogo de estréia, os romenos ainda permanecerão com chances de chegar à segunda fase em caso de derrota no jogo contra a Itália, principalmente se a Holanda vencer a França no outro jogo do grupo C.

Prováveis escalações: Itália: Buffon; Zambrotta, Barzagli (Chiellini), Materazzi e Grosso; Gattuso (De Rossi), Ambrosini, Pirlo; Camoranesi, Toni, Del Piero. Técnico Roberto Donadoni.

Romênia: Lobont; Contra, Goian, Tamas e Radu; Chivu, Codrea, Radoi e Dica; Mutu e Nicolita. Técnico Victor Piturca.

Árbitro: Tom Henning Övrebö (NOR), auxiliado pelos seus compatriotas Geir Åge Holen e Jan Petter Randen. EFE rb/plc

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo