Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Treinador brasileiro enaltece atuação de elenco contra Hungria

Para Marcos Sorato, vitória de 4 a 2 serviu para ver como a seleção se comporta em situações complicadas numa partida

Gazeta Esportiva |

A vitória do Brasil por 4 a 2 sobre a Hungria neste domingo em Cuiabá (MT), foi um bom teste para a seleção brasileira de futsal, de acordo com o técnico brasileiro, Marcos Sorato. Nesta terça-feira, as duas seleções voltaram a se enfrentar, no duelo que encerra esta série de amistosos. A partida ocorre em Joinville (SC), às 19 horas.

No primeiro tempo a experiência do pivô Vander Carioca, de 34 anos, foi fundamental - ele marcou os dois primeiros tentos da partida. Já na etapa final, nas duas vezes que os húngaros enconstaram no marcador, o ala Murilo, de 21 anos, balançou as redes e definiu o marcador em 4 a 2 para o Brasil.

"Não podemos duvidar de nós mesmos nos momentos difíceis do jogo. Alguns sentiram o peso de atuar pela seleção, e jogar aqui não é fácil, com a torcida exigindo espetáculo o tempo todo fica mais complicado", comentou Sorato ao final do confronto.

O treinador brasileiro diz que a expectativa não era de uma partida tão complicado. "Esperávamos ganhar melhor o jogo, mas a vitória foi justa. Não podemos exigir o entrosamento perfeito, mas não podemos ter dúvida com a bola no pé, não foi por acaso que entregamos dois gols. Nisso temos que melhorar".

Já o treinador húngaro, Frank Támas, falou sobre os pontos fortes do adversário e no que espera para o próximo duelo. "Foi um belo jogo para nós. O Brasil é muito rápido, muito forte e isto acabou nos complicando. Penso que na terça-feira melhoraremos nosso jogo com a bola. Hoje, atuamos bem na marcação, mas precisamos melhorar quando tivermos a partida sob o nosso domínio", finalizou.

Leia tudo sobre: outros esportes - futsal

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG