Surfista brasileiro campeão mundial contou detalhes da sua vida: "Não existe muitas expectativas para uma vida dentro de uma favela", afirmou

A exemplo de outros esportistas brasileiros e mundiais como Daniel Alves, Ronaldo, Marcelo, Marta, Alan Ruschel, Isaiah Thomas, Andy Murray e outros, o surfista Adriano de Souza, o Mineirinho, foi quem contou a história de sua vida em primeira pessoa ao site The Player's Tribune .

Leia também: Conheça Rafaella Teixeira, promessa do surfe e atleta do Instituto Gabriel Medina

Mineirinho , campeão mundial de surfe em 2015, contou sobre várias situações que passou durante sua infância na favela. Além de episódios tristes que aconteceram logo após o seu nascimento, no Guarujá, litoral de São Paulo.

Adriano de Souza, o Mineirinho, contou detalhes da infância e história de vida
Divulgação
Adriano de Souza, o Mineirinho, contou detalhes da infância e história de vida

"É difícil encontrar beleza dentro da favela. Muitas pessoas só têm uma chance, e é o crime. Drogas, violência, esse tipo de coisa. É tudo tão cheio, tão sujo. Os carros de polícia nem mesmo podem passar pelas ruas. Mas eles tentam. Parece que as sirenes ecoam a noite inteira", contou.

"Não existe muitas expectativas para uma vida dentro de uma favela. E não existem motivos para felicidade, também. […] A felicidade parecia tão distante das favelas. Eu precisava saber onde encontrá-la. […] Não era da favela que queria escapar. minha casa não era o lugar mais feliz, também", continuou.

Leia também: Em revista da Fifa, Gabriel Medina abre o jogo sobre surfe e futebol

"Mamãe tinha depressão. Quatro meses depois que eu nasci, ela aparentemente colocou fogo na casa e saiu… enquanto eu ainda estava dentro de casa. Foi um vizinho que salvou a minha vida", revelou o surfista.

Apesar de hoje ser considerado um herói das ondas, o surfista deixou claro durante todo o seu relato quem são seus grandes heróis e de onde ele tirou tanta força para superar os desafios da vida.

"Conheço a bravura. Pois vi em meu pai, quando ele largou o trabalho para cuidar da minha mãe. Vi em minha mãe, que lutava contra uma tristeza diária que ninguém conseguiria entender. Vi isso em meu irmão, que virou chefe de família quando ele só tinha 18 anos. Eu queria ser bravo, como eles".

Leia também: Surfista de Barbados morre em swell de furacão mais poderoso do Atlântico

Carreira

Surfista desde 2002, quando ainda tinha 13 anos, Mineirinho entrou para a elite do surfe mundial em 2006. Sua primeira vitória foi em 2009, em Mundaka, na província de Biscaia. Em 2015, tornou-se o primeiro brasileiro a vencer a etapa de Pipeline do Circuito e no mesmo ano sagrou-se campeão mundial. Ele ainda é o surfista que mais ganhou da lenda Kelly Slater em baterias - 11 vitórias em 15 confrontos.

    Leia tudo sobre: surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.