Australiano de 28 anos venceu final contra conterrâneo estreante do circuito e arrancou a lycra amarela do então líder do ranking John John Florence

Connor O´Leary e Matt Wilkinson, vice e campeão da quinta etapa do circuito mundial de surfe
WSL/ Kelly Cestari
Connor O´Leary e Matt Wilkinson, vice e campeão da quinta etapa do circuito mundial de surfe

O australiano Matt Wilkinson conquistou o título do Outerknown Fiji Pro, fechando o campeonato com o único resultado possível para tirar a lycra amarela do então líder do ranking da elite do surfe John John Florence. Depois de alguns dias sem boas condições, a última quinta-feira (15) permitiu ondas de até seis pés em Cloudbreak e garantiu a final da competição, que aconteceu com o compatriota de Wilkinson, Connor O'Leary.

LEIA TAMBÉM: Saiba tudo sobre o surfe e estilo de vida do esporte

Estreante no circuito mundial de surfe , O'Leary barrou o também australiano Joel Parkinson na semi e começou bem a grande decisão, com nota 8.33. Matt Wilkinson só deu o troco na sua terceira onda e arrancou um 8.57 dos juízes. Na onda seguinte, ainda fez um 6.93. Precisando de um 7.18, Connor conseguiu um 7.37, mas não foi suficiente para barrar o campeão da etapa que fechou a bateria com um 8.03 e o placar geral em 16.60 contra 15.70 do novato.

A próxima briga pelo título mundial acontecerá na África do Sul e terá cinco surfistas brigando pela ponta do ranking . Matt Wilkinson precisava unicamente da vitória no em Fiji para poder assumir a liderança, pois mesmo se ficasse em segundo, permaneceria em quinto lugar.

LEIA TAMBÉM: Surfista abandona reality show após ser atacada nua por mosquitos

Confira o ranking do CT:

1º Matt Wilkinson (AUS): 26.750 pontos
2º John John Florence (HAV): 26.500
3º Adriano de Souza (BRA): 26.150
3º Jordy Smith (AFR): 26.150
3º Owen Wright (AUS): 26.150
6º Joel Parkinson (AUS): 22.650
7º Connor O´Leary (AUS): 18.450
8º Julian Wilson (AUS): 16.700
9º Kolohe Andino (EUA): 16.000
10º Sebastian Zietz (HAV): 15.500

LEIA TAMBÉM: Empresário de Ítalo Ferreira comenta retorno do atleta pós lesão

Brazilian Storm

Fiji foi a primeira etapa do ano na qual nenhum brasileiro participou das fases decisivas. Na Gold Coast, Gabriel Medina foi semifinalista. Em Margaret River, foi a vez de Filipinho, que também ficou com a terceira colocação. Na terceira e última competição australiana, Caio Ibelli foi vice-campeão. No Brasil, Adriano de Souza conquistou o título do Oi Rio Pro em Saquarema.

O Outerknown Fiji Pro contou com dois brasileiros que terminaram em nono lugar no evento, o potiguar Ítalo Ferreira e o pernambucano Ian Gouveia. A elite do surfe mundial embarca na África do Sul, para o Corona J-Bay Open, que acontece entre os dias 12 e 23 de julho em Jeffreys Bay.

    Leia tudo sobre: surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.