Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Pyeongchang recebe advertência do COI

Esta é a terceira vez que a cidade sul-coreana se candidata para sediar os Jogos Olímpicos de Inverno

EFE |

 

A candidatura de Pyeongchang, na Coreia do Sul, para sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 recebeu uma advertência do COI (Comitê Olímpico Internacional) devido a um conflito de interesses com um de seus patrocinadores.

A companhia aérea Korean Air, colaboradora da Pyeongchang-2018, é dirigida por Cho Yang-Ho, que também preside a candidatura. A companhia assinou no mês passado um acordo de patrocínio com a ISU (Federação Internacional de Patinação, na sigla em inglês), cujo presidente, o italiano Ottavio Cinquanta, é membro do COI e, portanto, participará da votação para eleger a sede olímpica.

Depois que o COI abriu uma investigação e advertiu Pyeongchang, a ISU e a Korean Air suspenderam o contrato até a escolha da cidade sede, que será no dia 6 de julho de 2011 em Durban, na África do Sul.

Cho Yang-Ho enviou uma carta à Comissão de Ética do COI nesta quinta-feira na qual assegura que a candidatura e todas as organizações relacionadas a ela "respeitarão de forma estrita o código ético do Comitê e suas regras de conduta".

Por outro lado, o COI considerou que suas normas não são infringidas pelo contrato de patrocínio entre outra empresa sul-coreana, a Samsung, e a Federação Internacional de Remo, cujo presidente, o suíço Denis Oswald, também é membro do órgão olímpico. Em todo caso, Oswald anunciou que se absterá da votação de Durban.

Esta é a terceira candidatura consecutiva de Pyeongchang, que concorre com a francesa Annecy e a alemã Munique pela sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018.

Leia tudo sobre: jogos de inverno

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG