Avião que transportava equipe do Lokomotiv Yaroslavl para a Bielorrússia explodiu no ar quando sobrevoava o rio Volga

Reuters
Garota russa faz uma homenagem aos jogadores mortos no acidente
Os presidentes da Rússia e da Turquia, Dmitry Medvedev e Abdullah Gul, respectivamente, prestaram nesta quinta-feira suas homenagens às vítimas do acidente de avião que matou 43 pessoas, 36 delas do time de hóquei Lokomotiv Yaroslavl, a cerca de 200 km da capital Moscou.

Os políticos comparecerem ao ginásio do clube, a Arena-2000, em Yaroslavl. Medvedev criticou o número de acidentes aéreos no país e disse que a frota nacional deverá reduzida. Ele exigiu que o caso fosse cuidadosamente estudado.

Em Praga, houve uma homenagem na Praça Velha - onde a seleção costuma comemorar seus títulos - com velas e muitas pessoas reunidas para depositar o que fosse em solidariedade à tragédia. Três jogadores da equipe russa eram da República Tcheca. Bastantes eslovacos jogavam também pelo Lokomotiv, incluindo o ex-NHL Pavol Demitra. O técnico, Brad McCrimmon, era canadense.Na Suécia, na cidade de Jonkoping, fãs deixaram suas homenagens em frente ao ginásio Kinnarps Arena para o ex-jogador do clube HV71, Stefan Liv, que atualmente atuava no time de Yaroslavl.

O avião Yak-32, que transportava a equipe para Minsk, na Bielorrússia, explodiu no ar quando sobrevoava o rio Volga. Apenas um jogador, Alexander Galimov, e um integrante da tripulação, Alexander Sizov, sobreviveram ao acidente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.