Empresa não explicou os motivos do fim do vínculo com clube catarinense, iniciado em 2001

Nesta sexta-feira, a Malwee, empresa do ramo de malhas, anunciou o fim da bem-sucedida parceria com o time de futsal Jaraguá do Sul. Sérgio Silva, presidente da equipe catarinense, ressaltou a importância da ex-patrocinadora, contudo deixou escapar que pensava em estender o acordo.

"Eles haviam pré-agendado esta situação e, nesta sexta-feira, anunciaram o fim da parceria. Nós sabíamos da intenção deles com antecedência, mas esperávamos que a empresa pudesse reverter essa decisão", afirmou.

Dentro do comunicado emitido pela Malwee, a empresa não alicerçou os motivos do fim do vínculo, iniciado em 2001, porém salientou a "história exemplar" que o time acumulou. 

Sérgio endossou o discurso de gratidão e enumerou os frutos que o patrocínio rendeu. "Foi uma parceria muito boa, que trouxe 47 títulos para o Jaraguá. No esporte, mesmo no futebol de campo, uma relação nunca dura tanto tempo. Foram quase dez anos. Felizmente, tivemos o privilégio de ter tido essa parceria", completou.

A saída da Malwee poderá provocar um considerável êxodo de jogadores. Lenísio, que assinou com o Poker/Petrópolis, liderou a barca. O técnico Fernando Ferretti, seduzido pelo projeto do Santos, pode ser o próximo, assim como o astro Falcão, outro alvo da diretoria santista. 

Apesar da debandada, o mandatário do clube de Jaraguá prometeu que não medirá esforços para manter a equipe entre as melhores do cenário nacional. "Esperamos manter a força. Vamos lutar par isso. Vai ser difícil, mais não impossível. Não temos nenhum patrocínio fechado no momento, mas, a partir de segunda-feira, vamos alinhavar algum contato", relatou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.