Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Polícia revela que Irons tomava remédios contra insônia e depressão

Metadona, substância que foi encontrada próxima ao corpo de Irons no hotel, não está no relatório dos policiais

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861868427&_c_=MiGComponente_C

Um relatório da polícia do aeroporto de Dallas sobre a morte do tricampeão mundial de surfe Andy Irons vazou nesta quarta-feira e foi publicado pelo site "TMZ". De acordo com o laudo divulgado, o surfista tomava remédios contra depressão e insônia.

A metadona, substância que foi encontrada próxima ao corpo de Irons no hotel, não está no relatório dos policiais. De acordo com o documento, apenas dois frascos estavam no quarto do surfista: Xanax, antidepressivo, e Ambien, forte medicamento contra insônia. Ambos foram receitados ao surfista no dia 26 de outubro.

No entanto, segundo o jornal havaiano "Star Advertiser", o laboratório que cuida do caso de Irons haveria apontado que cápsulas de metadona foram encontradas dentro do frasco de Ambien. Responsável pelas investigações, o perito Michael Floyd disse que apenas depois de sabidos os resultados dos exames poderá ser apontada a causa da morte do surfista.

A metadona, substância mais forte que a morfina, é utilizada no tratamento de dependentes químicos e não é recomendada em suspeitas de dengue, que era o caso do surfista. Irons foi contaminado pela doença ainda na etapa de Portugal e viajou para Porto Rico. Bastante doente, desistiu de competir no Caribe. Na viagem de volta para o Havaí, o tricampeão do Circuito Mundial não resistiu e morreu em Dallas.

Leia tudo sobre: outros esportes - surf

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG