Nadador ficou em terceiro lugar na prova dos 100 m costa e levou o bronze no Mundial de piscina curta, na Turquia. Outro finalista do dia, Felipe Lima foi o último nos 100 m peito

O nadador Guilherme Guido exibe a medalha de bronze conquistada no Mundial da Turquia de piscina curta
Satiro Sodré/Divulgação AGIF
O nadador Guilherme Guido exibe a medalha de bronze conquistada no Mundial da Turquia de piscina curta

Para confirmar a tradição do Brasil em bons resultados em competições de piscina curta (25 m), o brasileiro Guilherme Guido conquistou nesta quinta-feira a primeira medalha do país no Mundial de Istambul (Turquia), ao ficar em terceiro lugar na prova dos 100 m costa, marcando o tempo de 50s50. Guido foi superado pelo americano Matthew Grevers (ouro nesta mesma distância nas Olimpíadas de Londres 2012 ), que venceu cravando 49s89, enquanto o russo Stanislav Donets levou a prata em 49s91.

Por que o Brasil é tão bom em provas de piscina curta? Opine

"Foi muito bom. É nestas horas que a gente vê que tudo valeu à pena, o sacrifício, abrir mão de tanta coisa. É um presente pra nós mesmos", comemorou Guido, após receber sua medalha de bronze. "Os 100 m é a prova olímpica e é a distância que eu vou me dedicar neste ciclo olímpico, mas subir no pódio em um Mundial ao lado do campeão olímpico e competindo com tanta gente boa também é importante demais", afirmou.

Veja também: Lochte aposta que Phelps deixa aposentadoria e competirá em 2016

Já Felipe Lima não foi bem na final dos 100m peito e foi apenas o último colocado, com o tempo de 58s73. O ouro ficou com o italiano Fabio Scozzoli, que terminou a prova em 57s10. Completaram o pódio o esloveno Damir Dugonjic e o norte-americano Kevin Cordes.

Espírito Olímpico: Mundial da Turquia só serve para testar nova geração do Brasil

Já nas semifinais femininas, as brasileiras Alessandra Marchioro e Dynara de Paula decepcionaram e não avançaram às finais dos 100m livre e nos 50m borboleta, respectivamente.

Outros resultados:

Atleta sul-africano com mais medalhas nos Jogos Olímpicos de 2012, Chad Le Clos segue se destacando. Nesta quinta-feira, o nadador conquistou a medalha de ouro nos 100m borboleta. cravou a marca de 48s82, superando os norte-americanos Thomas Shields e Ryan Lochte, que tiveram os tempos de 49s54 e 49s59, respectivamente. A performance do sul-africano rendeu também o recorde do Mundial de Piscina Curta, que antes pertencia ao eslovaco Peter Mankov, que atingiu a marca de 50s04 em 2008.

Outro recorde da competição que foi batido nesta quinta-feira foi o do 50m peito feminino. A lituana Ruta Meilutyte, surpresa dos Jogos Olímpicos de 2012, conquistou a medalha de ouro com o tempo de 29s44.

Assim, a jovem de apenas 15 anos bateu o recorde de 29s51 estabelecido por ela mesma em Istambul. Atrás dela, vieram a jamaicana Alia Atkinson, com 29s67, e a australiana Sarah Katsoulis, com 29s94.

* Com agências

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.