Caso faça sucesso, revezamento entre homens e mulheres pode até virar modalidade olímpica

Pela primeira vez na história da natação, homens e mulheres competirão entre si. De acordo com informações do jornal britânico "The Guardian", a prova de revezamento 4x50m, abertura da etapa de Dubai da Copa do Mundo, nesta terça-feira, será mista.

Você acha justo que homens e mulheres compitam na mesma prova? Opine!

Atração será duelo entre o americano Ryan Lochte e a chinesa Ye Shinwen, fenômenos do esporte
Getty Images
Atração será duelo entre o americano Ryan Lochte e a chinesa Ye Shinwen, fenômenos do esporte

Dois homens e duas mulheres de cada país competirão, não tendo ordem obrigatória de nadadores por gênero. O Brasil não participa desta fase da Copa do Mundo, mas, segundo a Fina (Federação Internacional de Natação), as oito etapas da competição terão a prova de revezamento misto.

VEJA:  Cesar Cielo vai tratar lesão e está fora do Mundial de piscina curta

Além da Copa do Mundo, a entidade também aplicará a novidade no próximo Mundial de piscina curta, realizado em dezembro, em Istambul, na Turquia. Cornel Marculescu, diretor-executivo da Fina (Federação Internacional de Natação), afirmou ao "The Guardian" que o revezamento misto ainda pode se tornar olímpico.

MAIS:  Rival de Cielo, Alain Bernard anuncia aposentadoria das piscinas

Em Dubai, a atração da prova será a disputa entre Ryan Lochte e Ye Shiwen. Dona de dois ouros nas Olimpíadas de Londres, a chinesa nadou os 50m finais da prova dos 400m medley em um tempo menor do que o norte-americano, que somou cinco medalhas na competição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.