Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google

Joana Maranhão é ouro nos 200m costas com novo recorde sul-americano

Em Londres, Joana Maranhão disputou apenas os 200m medley e foi eliminada na semifinal

Gazeta |

Antonio Scorza/ AFP
Joanna Maranhão em ação na piscina

Menos de um mês depois de render abaixo do esperado nos Jogos Olímpicos de Londres, Joana Maranhão voltou às piscinas nessa segunda-feira, no primeiro dia de competições do Troféu José Finkel, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo. E fez bonito. Ela não só levou o ouro nos 200m costas, como também anotou o novo recorde sul-americano com o tempo de 2m08s34.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Eu não esperava o recorde, esperava apenas nadar o melhor possível para o meu clube. Eu sabia que seria difícil bater a holandesa, mas estava confiante em ir bem. Isso mostra o quanto eu tenho de energia acumulada e como estou bem fisicamente. Essa não é minha prova principal, há um tempo que eu não nadava nela. Mas eu estou muito bem", disse a nadadora ao Sportv.

O desempenho de Joana só foi pior que o da holandesa Femke Heemskerk, do Minas, que fez 2m04s72, mas ambas subiram ao primeiro lugar do pódio porque o regulamento diz que, caso um nadador estrangeiro vença uma prova, o primeiro brasileiro também levará o ouro. Carolina Azambuja, do Corinthians, ficou em terceiro lugar, com 2m11s42, à frente de Fabíola Molina, do Minas, com 2m11s58.

Leia mais:  Cielo baixa tempo na semifinal dos 50 m em São Paulo

Em Londres, Joana Maranhão disputou apenas os 200m medley e caiu nas semifinais. Os 400m medley ela não nadou pois havia cortado o supercílio ao desmaiar em seu quarto na Vila Olímpica. "Quando acabou Londres, eu perguntei: "Já?". Não fosse aquele acidente, minha sorte poderia ter sido melhor, mas não posso ficar pensando nisso", falou a nova recordista sul-americana.

Leia tudo sobre: nataçãojoana maranhãojosé finkel

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG