Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Mesatenista Hugo Hoyama é recordista de participações em Jogos Abertos

Jogador de São Bernardo, que acumula 26 edições do torneio, estreou nesta segunda-feira na disputa por medalhas por equipes

Gazeta Esportiva |

A superação de marcas faz parte da vida do mesatenista Hugo Hoyama. O jogador de São Bernardo estreou nesta segunda-feira (8) na disputa por medalhas por equipes do tênis de mesa da categoria Livre masculina da primeira divisão na atual edição dos Jogos Abertos do Interior, em Santos. A modalidade tem partidas no Ginásio da Vila Belmiro até sábado (13). Na primeira rodada, São Bernardo superou Pindamonhangaba por 3 a 0.

Recordista em medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos, com nove conquistas, Hoyama acumula outra importante marca: é o atleta olímpico com o maior número de participações no JAI. Hugo esteve em 26 edições. Em seguida, entre os atletas olímpicos, vem a nadadora Fabíola Molina com 21 participações.

Ao longo de sua trajetória nos Abertos que começou em 1984, o jogador de 41 anos representou as cidades de São Bernardo, Santos e Suzano. Hugo foi campeão geral da modalidade por seis vezes e conquistou dezenas de medalhas. O mesatenista ressaltou a importância da competição em seu desenvolvimento como atleta.

"Os Abertos contribuíram com o meu crescimento como jogador. Não só na parte técnica e tática, mas também na convivência com outros competidores. Em 26 edições, já integrei delegações que montavam boas estruturas e outras, nem tanto. Também joguei em bons locais, mas também tive de enfrentar situações adversas e espaços ruins. E esse jogo de cintura me ajudou em vários momentos nos campeonatos internacionais", disse o mesa-tenista, que tem no currículo cinco Olimpíadas e seis Jogos Pan-Americanos.

Referência no tênis de mesa brasileiro, Hugo busca motivar os jovens talentos com o seu exemplo. Um deles é o estreante nos Jogos Abertos, Victor Mocellin, de 14 anos, que busca a primeira medalha e se inspira no ídolo. "Ele é um espelho para qualquer mesatenista, não só pelos resultados, mas também pelo empenho nos treinos. Não é qualquer pessoa que continua por tanto tempo em alto nível", disse.

Essa aplicação nos treinamentos é exigida por Hugo. "Quando ele vê que a gente está fazendo corpo mole é o primeiro a dar bronca e sempre diz que a competição começa a partir de um bom treinamento. Por isso, ter alguém como ele na equipe faz toda a diferença. Espero conquistar ao lado dele o título para São Bernardo", concluiu.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG