Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Judoca Danielle Zangrando encerra carreira oficialmente nos Jogos do Interior

Atleta foi a primeira da história do judô brasileiro a conquistar uma medalha em um Mundial adulto, no Japão, em 1995

Gazeta Esportiva |

Os Jogos Abertos do Interior de 2010, em Santos, vão marcar a despedida de uma atleta vitoriosa. A judoca Danielle Zangrando vai encerrar oficialmente a carreira nesta sexta-feira (5) às 12h (horário de Brasília), no Ginásio do Sesc (Rua Conselheiro Ribas, 136), em Santos, durante o torneio de judô dos Jogos.

Danielle já havia planejado se despedir este ano, mas imaginava subir ao tatame de quimono, para uma última luta. A gravidez de Lara, que nasceu no último dia 16 de outubro, alterou a programação. A judoca parou de lutar e treinar em maio, mas não abandonou o esporte.

"Continuei minhas ações sociais, levando a filosofia do judô a instituições e escolas, continuei a dar palestras e a trabalhar como comentarista de TV nas competições", diz a ex-atleta, que agora terá mais tempo livre para se dedicar a essas atividades. "Vou tentar devolver um pouco do que o judô me deu. Para 2011, por exemplo, pretendo ter um projeto social meu em Santos, junto com um amigo."

Emocionada, Danielle relembra todo o apoio que recebeu ao longo da carreira. "Agradeço à minha família e ao meu marido, que sempre me incentivaram e estiveram ao meu lado nas vitórias e nas derrotas. Aos meus patrocinadores, que me proporcionaram uma carreira mais longa e tranquila. Aos meus técnicos e parceiros de treino, pois sem eles não conquistaria nada. E aos meus adversários, que me ensinaram a superar obstáculos, a treinar mais e me ajudaram crescer como atleta e como pessoa."

Danielle Zangrando começou a inscrever o nome na história do esporte nacional em 1995. Com apenas 16 anos, tornou-se a primeira brasileira da história do judô a conquistar uma medalha em um Mundial adulto, no Japão, em 1995, quando ficou com o bronze.

No mesmo ano, também foi bronze nos Jogos Pan-Americanos de Mar Del Plata, na Argentina. Em 1999, em Winnipeg, conquistou mais uma medalha de bronze em Pan-Americanos. Oito anos depois, em 2007, Danielle sagrou-se campeã dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro.

Entre outras conquistas, Danielle foi duas vezes vice-campeã mundial júnior (Portugal/96 e Colômbia/98), tricampeã sul-americana, medalha de bronze no Grand Slam de Paris (2004), campeã pan-americana (2004), três vezes vice-campeã pan-americana (2006, 2007 e 2008), tricampeã brasileira, hexacampeã paulista e pentacampeã dos Jogos Abertos do Interior. Danielle também foi a duas Olimpíadas: Atlanta-96 e Atenas-2004, em que terminou na nona colocação.

Leia tudo sobre: judôoutros esportes - judô

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG