Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Tiago Camilo sofre lesão, mas mantém sonho olímpico

Judoca do Esporte Clube Pinheiros lesionou o ombro em sua primeira luta no Grand Slam de Paris

AE |

selo

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) confirmou neste domingo que o judoca Tiago Camilo sofreu uma lesão ligamentar no ombro direito durante o Grand Slam de Paris, no domingo passado. O brasileiro, da categoria até 90kg, também está com hérnia de disco na coluna cervical, entre a quarta e quinta vértebras. Ainda assim, porém, ele não está fora da briga por uma vaga olímpica, garante a CBJ.

O judoca do Esporte Clube Pinheiros sofreu a lesão no ombro em sua primeira luta no Grand Slam de Paris. Desde que retornou ao Brasil, ele está em tratamento intensivo, sob orientação do médico chefe da CBJ, Breno Schor. Fazendo fisioterapia em dois períodos, a previsão de volta aos treinos é duas semanas.

Leia também: Brasileiros vão mal em Copa do Mundo de Judô

A lesão vai impedir que Tiago Camilo dispute o Grand Prix de Dü;sseldorf, na Alemanha, no próximo fim de semana. Medalhista olímpico em 2000 (prata na categoria até 73kg) e em 2008 (bronze na até 81kg), ele subiu de peso e agora luta na até 90kg. Mas atualmente está fora do grupo que se classificaria aos Jogos de Londres, uma vez que Hugo Pessanha é o sétimo do ranking, um posto acima do ocupado por Camilo, e só um judoca por País vai à Olimpíada.

"Agora é preciso ter calma, para voltar o quanto antes aos treinos. Não gosto dessa situação, mas agora é preciso trabalhar com segurança e calma, para que essa lesão não se agrave. Por isso, decidi não participar do Grand Prix de Dusseldorf e irei aproveitar os próximos dias para me recuperar. A evolução tem sido muito boa já nesses primeiros dias e estou muito otimista para voltar logo", diz Tiago Camilo.

Vipcomm
Tiago Camilo é esperança de medalha para o Brasil em Londres

 O Grand Prix de Dusseldorf seria o último torneio para Camilo tentar reverter a diferença de 34 pontos pró Pessanha. Mas a CBJ lembra que o judoca do Pinheiros segue na disputa para representar o Brasil em Londres porque o seu rival caseiro terá que descartar pontos até a data limite de classificação olímpica: 30 de abril.

O ranking da Federação Internacional de Judô aponta que os resultados obtidos nos últimos 12 meses valem por inteiro e os conquistados entre 13 e 24 meses antes valem apenas 50%(são contados os cinco melhores resultados por período). Até 30 de abril, Pessanha perderá os 90 pontos que ainda tem do título do Campeonato Pan-Americano de 2010, que deixarão de ser contados. Com isso, a diferença ficaria de 56 pontos pró Camilo.

 A única chance de Pessanha é ser campeão em Dü;sseldorf. Se faturar o Grand Prix alemão, somará 200 pontos. Com a saída do seu quinto melhor resultado nos últimos 12 meses (80 pontos), somaria 120 ao que já tem e passaria Camilo. Se for vice na Alemanha, Pessanha ganha 120 pontos, soma 40 à sua conta e não tira a desvantagem de 56. A CBJ já avisou que não vai utilizar o Campeonato Pan-Americano, em que só pode ser inscrito um atleta por país, para definir o classificado para Londres.

Leia tudo sobre: tiago camilolondres 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG