Tamanho do texto

Judocas conquistaram um total de 113 medalhas em competições internacionais, sendo 34 de ouro, 28 de prata e 51 de bronze

selo

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) fez um balanço positivo da temporada do judô brasileiro. Durante o ano de 2010, os judocas do Brasil conquistaram um total de 113 medalhas em competições internacionais, sendo 34 de ouro, 28 de prata e 51 de bronze - sem contar os outros 145 pódios dos atletas das categorias de base.

"Tivemos um grande investimento em treinamentos e competições para nossos atletas e o retorno que ganhamos são as medalhas. O Brasil, mais do que nunca, se consolidou no cenário internacional como uma grande potência", comemorou o presidente da CBJ, Paulo Wanderley Teixeira.

"Levando em conta apenas os Grand Slam e o Mundial, que são as competições mais importantes e de nível mais alto do mundo, o Brasil aparece entre os cinco principais países em números de medalha, ao lado de Japão, Rússia, França e Coreia do Sul. Manter essa regularidade vai ser importante para nossa classificação aos Jogos Olímpicos de Londres", afirmou o coordenador técnico da seleção brasileira, Ney Wilson.

O maior exemplo do sucesso do judô brasileiro em 2010 foi o resultado do Mundial de Tóquio, a principal competição do ano. O Brasil voltou do Japão com quatro medalhas conquistadas, sendo três de prata (Leandro Guilheiro, Mayra Aguiar e Leandro Cunha) e uma de bronze (Sarah Menezes).

Agora, porém, já começam os desafios da nova temporada, decisiva para a classificação para a Olimpíada de 2012. E o trabalho começa entre os dias 23 e 30 de janeiro, quando a seleção brasileira se reúne em São Paulo para um período de treinos. Na ocasião, a comissão técnica apresentará o planejamento até os Jogos de Londres, detalhando cada passo em busca da vaga olímpica e das medalhas.