Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Campeão olímpico rebate boatos do judô e programa entrada no UFC

Satoshi Ishii negou os rumores do retorno à arte japonesa e salientou que continuará no MMA para lutar o UFC

Rodrigo Farah, enviado iG a Manaus |

AP
Satoshi Ishii conquistou o ouro olímpico entre os pesos pesados com apenas 21 anos
Satoshi Ishii era considerado uma espécie de Neymar do judô japonês. Maior esperança de medalhas do país, o atleta chocou sua nação ao anunciar que trocaria o quimono pelo MMA com apenas 21 anos. E após uma série de especulações envolvendo seu retorno ao judô , o campeão olímpico revelou em entrevista exclusiva ao iG que descarta voltar à antiga modalidade e que faz sérios planos para entrar no UFC.

Veja também: Ishii é estrela do Amazon Forest Combat em luta contra Paulão Filho

Depois de conquistar todos os torneios possíveis nas categorias de base, o atleta correspondeu às expectativas quando disputou sua primeira Olimpíada em 2008. Mesmo pesando pouco acima do mínimo de 100kg exigidos, ele liquidou os adversários e faturou a medalha de ouro em Pequim aos 21 anos.

Porém, logo depois de se tornar um ídolo na terra do sol nascente, a revelação chocou o país ao anunciar que largaria o judô para se dedicar ao MMA. Segundo as tradicionais normas japonesas, um lutador nunca mais pode voltar à modalidade depois que a abandona. Por conta disso, sua decisão gerou grande controvérsia no mundo das lutas.

Ishii passou a treinar ao lado de estrelas como Anderson Silva e Lyoto Machida e gerou atenção até mesmo da Dana White, que fez uma proposta antes de sua estreia no vale-tudo para levá-lo ao UFC. Seduzido pelo alto salário, ele fechou contrato com a franquia Dream, mas apesar disso ele nunca deslanchou.

Confira ainda: Ishii adia estreia no Strikeforce por não obter o visto

Após ser derrotado em sua estreia para outro campeão olímpico do judô (Hidehiko Yoshida), Satoshi Ishii somou quatro vitórias consecutivas, mas todas contra adversários de menor expressão.

Foi então que a imprensa japonesa anunciou de maneira surpreendente que ele voltaria a competir no judô com a intenção de defender os Estados Unidos nos Jogos Olímpicos do Rio-2016. Mas o medalhista negou tudo em entrevista ao iG e salientou que agora faz o máximo para se tornar um atleta do UFC.

Confira a entrevista completa:

iG – Foi anunciado no Japão que você voltaria a se dedicar ao judô com a intenção de disputar os Jogos Olímpicos do Rio-2016. Isso é verdade?
Satoshi Ishii:
Isso nunca aconteceu na verdade. Até porque quando você para o judô no Japão, nunca mais pode voltar.

Rodrigo Farah/iG
Paulão Filho e Satoshi Ishii farão uma das lutas mais aguardadas do Amazon Forest Combat desta quarta-feira
iG – Mas divulgaram que você gostaria de se tornar cidadão norte-americano para disputar as Olimpíadas pelos Estados Unidos...
Satoshi Ishii:
Na verdade, até gostaria de pegar a cidadania norte-americana, mas apenas para morar lá. Não tenho intenção de defender o país lutando judô.

iG – Por que disputou então o Campeonato Nacional de judô nos Estados Unidos?*
Satoshi Ishii:
Meu empresário da época que pediu para eu lutar, mas não era algo corriqueiro. Eu quero ficar no MMA.

*Nota da redação: Satoshi Ishii disputou o torneio nacional de judô em maio deste ano e ganhou o ouro na categoria absoluto (sem peso definido) vencendo todos os seus combates por ippon.

nulliG – Desde que você abandonou o judô, o pesado francês Teddy Riner se consolidou como o maior judoca do mundo, atropelando todos os adversários. Como você avalia o reinado do antigo rival?
Satoshi Ishii:
Não sei. Não tenho acompanhado mais o judô. Como eu falei, não vejo mais nada do judô e não tenho como fazer qualquer avaliação sobre ele, pois não o vi lutar.

iG – Sua saída do judô gerou grande polêmica no Japão. Recebeu algum tipo de represália por ter se transferido para o MMA?
Satoshi Ishii:
Não houve nada disso. Não tive nenhum problema em relação à mudança.

(Neste momento, Satoshi Ishii para a entrevista e pede para que as perguntas relacionadas ao judô terminem)

iG – Você chegou a conversar com Dana White antes de começar a lutar MMA, mas não chegou a um acordo com ele. Ainda tem interesse em lutar no UFC?
Satoshi Ishii:
Quero continuar a minha carreira nos Estados Unidos e hoje posso falar que desejo entrar no UFC com certeza. Desejo lutar nos meio-pesados (até 93kg). Este é o melhor peso para mim e quero dar o meu melhor.

iG – O UFC está expandindo seus negócios no Japão. Você, como um ídolo nacional, acha que pode entrar no torneio com facilidade?
Satoshi Ishii:
O UFC voltará ao Japão em fevereiro. Se eu fizer meu papel e ganhar minhas lutas até lá, acho que posso lutar no UFC. Tenho um pouco de tempo até lá.

iG – Como andam os treinos com Lyoto Machida e Anderson Silva? Entrou para a equipe deles efetivamente?
Satoshi Ishii:
Sim, agora sou membro da Black House e continuo praticando com eles quando dá, nos Estados Unidos. Desejo continuar com os treinos, mas por lá, sem vir para o Brasil.

Leia tudo sobre: Satoshi ishiijudôufcmmalutas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG