Tamanho do texto

Judoca brasileiro, que é o 15º no ranking, venceu quatro de suas cinco lutas por ippon em ginásio londrino

selo

O peso leve Bruno Mendonça conquistou neste sábado a primeira medalha de ouro do Brasil no evento teste de Judô que está sendo realizado no Ginásio ExCel, o mesmo que irá receber a modalidade nos Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem. Outra brasileira a competir neste sábado na Inglaterra, Ketleyn Quadros, da categoria até 57kg, terminou na quinta colocação.

"Muito bom ter sentido o prazer de receber a medalha e ouvir o Hino (Nacional Brasileiro) no alto do pódio em Londres, a casa dos próximos Jogos Olímpicos", diz Bruno Mendonça, "Me senti bem na competição, seguro do meu judô. Consegui impor o meu ritmo e soltar uma boa variedades de golpes para superar adversários duros como o russo na semi e o turco na final", resumiu o judoca, que venceu quatro de suas cinco lutas por ippon, a pontuação máxima.

A única vitória por wazari foi contra o russo Sergey Badriashvili, nas semifinais. Antes, ele havia vencido Thibault Dracius (França), Alex Paske (Grã-Bretanha), e Eetu Laamanen (Finlândia). Na decisão, Bruno derrubou com um ippon o turco Hasan Vanlioglu. Destes, apenas o medalhista de prata está entre os 100 melhores do mundo - Hasan é o 29.º e, o brasileiro, o 15.º.

Para o coordenador técnico da Confederação Brasileira de Judô, Ney Wilson, a ideia era proporcionar experiência olímpica aos atletas. "Mais importante do que os resultados em si, nosso objetivo nesse evento teste foi dar experiência a alguns atletas que nunca viveram o ambiente olímpico, bem como observar cada passo, cada detalhe que encontraremos durante os Jogos. São eles que farão a diferença na hora de disputar uma medalha. Não queremos surpresas".

No feminino, Ketleyn Quadros venceu a suíça Eva Elebach e a britânica Sophie Cox, ambas por ippon, antes de perder para a francesa Shirley Elliot na semifinal. Na disputa pelo bronze, nova derrota, desta vez para a kosovar Nora Gjakova, apenas a 102.ª do ranking mundial. Ketlyn está em 20.º e dificilmente vai à Olimpíada, uma vez que Rafaela Silva é a melhor brasileira, em sétimo.

No domingo lutam os outros dois brasileiros inscritos no evento, os pesos médios Maria Portela (70kg) e Hugo Pessanha (90kg).