Oito brasileiros estiveram no tatame do Mundial neste domingo. Etapa é disputada na Áustria e na Hungria

selo

Dos oito judocas brasileiros que subiram ao tatame neste fim de semana para duas Copas do Mundo de Judô na Europa, apenas uma conseguiu medalha. Neste domingo, Maria Portela faturou o bronze na etapa de Budapeste (Hungria) do Circuito Mundial, na categoria até 70kg.

Blog Espírito Olímpico: Potência olímpica precisa de mecenas?

Para chegar à medalha, Portela venceu a norte-americana Katheleen Sell, a francesa Karine Berger e a sul-coreana Ye-Sul Hwang. Na semifinal, a brasileira perdeu para a cubana Omix Cortes Aldama. Depois, na disputa do bronze, bateu a alemã Iljana Marzok, no seu único ippon em Budapeste.

Por conta dos descartes (ela havia sido vice-campeã desta etapa no ano passado, mas não pontuara em 2010), Portela deve aparecer na próxima atualização do ranking mundial com 10 pontos a mais do que os 460 que já tem. Atualmente ela é a 21.ª colocada, fora do grupo das 14 que se classificariam para a olimpíada por conta do ranking mundial. Para ir a Londres, ela segue dependendo de um convite como melhor do continente americano não classificada.

Só mais uma brasileira lutou na Copa do Mundo de Budapeste. Mariana Silva, da categoria até 63kg, perdeu logo na estreia para a holandesa Esther Stam, por ippon. Como também não tem assegurada a vaga olímpica (atualmente é a última das classificadas), ela precisava de um bom resultado na Hungria.

Os homens competiram na Copa do Mundo de Oberwart, na Áustria. Leonardo Leite, da categoria até 100kg, foi o brasileiro a ir mais longe, terminando em sétimo. Ele venceu o austríaco Gabor Geier, o marroquino Adil Fikri e o turco Feyyaz Yazici. Depois, perdeu para o francês Cyril Maret e foi para a repescagem. Não chegou à disputa por medalhas porque caiu frente ao mongol Temuulen Battulga.

Concorrente direto de Leite por uma vaga olímpica, Luciano Corrêa estreou vencendo o ucraniano Dmytro Luchuyn, mas foi eliminado já na segunda luta, por Elmar Gazimov. Com isso, a diferença entre os dois brasileiros, que é de 22 pontos, deve ficar ainda menor na próxima atualização do ranking.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.