Publicidade
Publicidade - Super banner
Mais Esportes
enhanced by Google
 

Brasil fatura sete medalhas na Copa do Mundo de Judô

Etapa marcou a volta do bicampeão mundial João Derly às competições, após 16 meses parado por lesão

AE |

selo

O Brasil não faturou ouro, mas conquistou sete medalhas no primeiro dia de disputas da Copa do Mundo de Porto la Cruz, na Venezuela, etapa do Circuito Mundial de Judô. Foram três pratas (Rafaela Silva, Breno Alves e Taciana Lima) e quatro bronzes (Amanda Cavalcante, Danielli Yuri, Eleiudes Valentim e Diego Santos). Dentre as competições computadas no ranking mundial, uma Copa do Mundo é a que distribui menos pontos.

A etapa também marcou a volta do bicampeão mundial João Derly às competições, após 16 meses parado por lesão. O brasileiro, porém, não foi bem, perdendo na estreia para Peter Scharinger, da Áustria, por um wazari.

Em busca de ingressar no hall das 14 melhores judocas no ranking mundial, Taciana Lima ficou com a medalha de prata na categoria até 48 kg, perdendo na decisão para Paulo Barreto, da Argentina, após três vitórias.

Entre as atletas de até 52 kg, Eliudes Valentim ficou com a medalha de bronze, vencendo na repescagem a também brasileira Andressa Fernandes, que havia caído na semifinal. Na categoria acima, Rafaela Silva chegou até a decisão, mas foi surpreendida pela alemã Marlen Hein. Outra brasileira, Mariana Barros parou na segunda luta.

Na última categoria a ser decidida no dia, a até 63 kg, o Brasil ficou com dois bronzes, de Danielli Yuri (que havia perdido na semifinal) e Amanda Cavalcante. Camila Minakawa ficou em sétimo (uma vitória e duas derrotas) e Katherine Campos perdeu logo na estreia.

Entre os homens, na categoria até 60 kg, Breno Alves, que iniciou a semana como 44º melhor do mundo no seu peso, iniciou bem a competição na Venezuela, com quatro vitórias, sendo três delas contra adversário em melhor posição no ranking mundial. Na decisão, porém, perdeu para Javier Guedez, atleta da casa e 42.º do mundo. Com a prata, deverá ganhar dez posições, mas seguir longe de Felipe Kitadai, 15.º, e que estaria classificado para as Olimpíadas.

No seu melhor desempenho no Circuito Mundial, Diego Santos foi bem. Venceu as duas primeiras lutas, foi às semifinais, mas perdeu para Javier Guedez. Na disputa pelo bronze, venceu o também brasileiro Ivan Sabino.

Único brasileiro a lutar na categoria até 66 kg, Luiz Revite não foi bem e perdeu logo na primeira luta, para Alonso Weng, do Peru. Um peso acima, Stanley Torres e Moacir Junior também caíram já na estreia, assim como João Derly.

Leia tudo sobre: Circuito Mundial de Judô

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG