Tamanho do texto

Atletas brasileiros não decepcionaram no primeiro torneio do ginásio que receberá o judô nas Olimpíadas

selo

O Brasil participou do evento teste do judô em Londres neste fim de semana e ganhou uma certeza. O lugar mais alto do pódio do Ginásio ExCel, que vai receber o judô na Olimpíada do ano que vem, combina com a bandeira brasileira. Neste domingo, Hugo Pessanha e Maria Portela faturaram medalha de ouro e fecharam a competição com o hino do Brasil tendo sido tocado três vezes apesar de só quatro categorias terem sido disputadas. No sábado, Bruno Mendonça também foi campeão .

Diferentemente da maioria dos demais países que toparam participar do evento teste, o Brasil mandou alguns de seus melhores judocas para a competição e acabou favorecido por isso, conquistando três ouros e um quinto lugar. O torneio londrino, porém, não valeu pontos para o ranking olímpico.

Para faturar o ouro na categoria até 90 kg, Hugo Pessanha precisou fazer quatro lutas. Ele estreou vencendo o holandês Michael Korrel por ippon, derrubou o italiano Giuliano Loporchio também com o golpe perfeito e chegou à semifinal. Ali venceu Yannick Gutsche, da Alemanha, por um yuko. Na decisão, precisou de um wazari para passar por Kamil Magomedov, da Rússia. Destes, o russo é o único que está entre os 100 melhores do ranking olímpico (em 27.º). Hugo é o oitavo e briga por uma vaga olímpica contra Tiago Camilo, o quarto.

Outro ouro brasileiro no dia foi de Maria Portela, na categoria até 70 kg. Também sem adversárias fortes, ela foi soberana, vencendo cinco vezes, sendo quatro por ippon. Passaram pelo caminho dela três britânicas Amy Liveseny, Megan Fletche e Sally Conway e duas francesas, Helene Berneron e Karine Berger. Só esta última, derrotada na semifinal, tem pontos no ranking olímpico, em 56.º - Portela é a 20.ª. Este foi o seu primeiro título internacional adulto.