Seleção verde-amarela tentará comprovar evolução após cravar sua melhor campanha na história dos Jogos Olímpicos

Sarah Menezes será a grande estrela da seleção verde-amarela
Reuters
Sarah Menezes será a grande estrela da seleção verde-amarela

As quatro medalhas nas Olimpíadas de Londres confirmaram o melhor desempenho do judô brasileiro na história da competição. Agora, a seleção verde-amarela disputa seu primeiro grande evento depois dos Jogos com a missão de comprovar o lugar entre os protagonistas da modalidade no Mundial por equipes deste fim de semana, em Salvador.

Como você acha que o Brasil vai se sair? Opine com outros fãs de judô

Apesar de possuir cinco medalhas desde que a competição foi criada, em 1994, o Brasil nunca subiu no lugar mais alto do pódio. Ao todo, o país conquistou quatro medalhas de prata e uma de bronze, todas na classe masculina. Curiosamente, as expectativas desta vez estão voltadas para o desempenho da equipe feminina, liderada pela campeã olímpica, Sarah Menezes, que lutará no meio-leve (52 kg) - uma categoria acima da sua.

Veja também:  Brasil convoca estrelas do judô para Mundial por equipes em Salvador

Medalhista de bronze em Londres, Rafael Silva também luta neste fim de semana
Reuters
Medalhista de bronze em Londres, Rafael Silva também luta neste fim de semana

“O Brasil é uma das quatro potências mundiais do judô e, com certeza, com o apoio da torcida, as equipes masculinas e femininas vão entrar com ainda mais vontade de conquistar medalha. As duas equipes estão bem treinadas e preparadas. Mesmo fora da minha categoria espero ajudar o Brasil. Estou sempre disposta a lutar”, afirmou a atleta pro meio de nota oficial.

Confira ainda: Brasil encerra Grand Prix de Judô com dez medalhas no total

O Mundial por equipes é um torneio distinto dos demais. Apesar de contar com os combates individuais sem mudanças nas regras, a disputa é dividida por times contendo cinco judocas cada. As nações se enfrentam na chave até que uma conquiste três vitórias e garanta a classificação para a próxima fase. É justamente por ter um formato diferente dos outros, que o torneio é considerado o favorito dos participantes.

Leia também: CBJ divulga calendário de 2013 com torneios em todas regiões do país

“Mundial por equipes é muito mais coração do que técnica. Eu tenho bastante esse espírito guerreiro e quero contagiar minhas colegas de seleção para que a gente possa conquistar essa medalha inédita para o judô feminino brasileiro”, destacou a olímpica Maria Portela.

Mesmo considerado um dos favoritos, o Brasil irá para o torneio com uma série de desfalques. Mayra Aguiar e Mariana Silva não lutarão por conta de cirurgias recentes, assim como Leandro Guilheiro e Tiago Camilo desfalcarão o time masculino pelo mesmo motivo. Já o medalhista de bronze Rafael Silva está confirmado e é a principal aposta da seleção.

O Mundial por equipes começa a ser disputado a partir das 9h deste sábado com as lutas da classe feminina. Já a seleção masculina sobe no tatame no mesmo horário do dia seguinte. O evento será sediado em uma arena montada no hotel Grand Stella Maris e terá transmissão da Sportv.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.