Tamanho do texto

Medalhistas e fornecedores do torneio ficaram sem pagamento durante quase três meses

Grand Slam de judô reúne principais nomes da modalidade no Rio de Janeiro
Márcio Rodrigues/Fotocom/CBJ
Grand Slam de judô reúne principais nomes da modalidade no Rio de Janeiro

Após a publicação da reportagem do iG na última quarta-feira "Sem premiação do Grand Slam, CBJ dá calote e gera revolta em judocas" , a Confederação Brasileira de Judô emitiu um comunicado prometendo pagar as dívidas com os medalhistas e fornecedores do torneio. De acordo com a entidade, os pagamentos da competição, realizada há quase três meses, no Ginásio Caio Martins, serão efetuados até o dia 10 de setembro.

O que você acha do calote nos atletas? Dê sua opinião com outros leitores

Segundo informações apuradas pelo iG , os atletas ainda aguardavam pela premiação do Grand Slam, que totalizava US$ 154 mil (mais de R$ 310 mil). As empresas fornecedoras de material do torneio também não foram pagas. 

Veja ainda: Com dever cumprido, judô brasileiro quer topo do quadro geral no Rio 2016

O campeonato é o evento de maior prestígio do judô realizado no Brasil com data fixa e acontece uma vez por ano nos mesmos moldes dos quatro torneios Grand Slam de tênis.

Leia ainda: Judoca é desclassificado dos Jogos de Londres por consumo de maconha

Leia o comunicado na íntegra:

Em esclarecimento à notícia "Sem premiação do Grand Slam, CBJ dá calote e gera revolta em judocas", veiculada no portal IG nesta quarta-feira, 29 de agosto, a Confederação Brasileira de Judô informa que todos os pagamentos pendentes já estão programados para o próximo dia 10 de setembro.

A CBJ lamenta qualquer transtorno ocorrido e informa que, desde o evento, manteve contato constante com atletas e fornecedores, garantindo a quitação dos pagamentos com receita oriunda do convênio de patrocínio firmado especificamente para o evento Grand Slam do Rio de Janeiro 2012. Graças a sua reputação de excelência e profissionalismo na realização de grandes eventos, a CBJ contou com a parceria e compreensão de todos os envolvidos, incluindo a Federação Internacional de Judô, que esteve o tempo todo ciente do ocorrido.