Jóquei montando o cavalo Belo Acteon superou por pouco os animais Too Friendly e Jéca na linha de chegada

O jóquei Henderson Fernandes ganhou na tarde deste domingo o Grande Prêmio Brasil de Turfe. Com o tempo de 2min26seg21, Fernandes superou os cavalos Too Friendly e Jéca no Hipódromo da Gávea, no Rio de Janeiro. O jovem de 19 anos conquistou sua primeira vitória no GP Brasil.  "Quando o Too Friendly botou de lado eu achei que ia perder, mas aí quando não passou eu acreditei na vitória".

Too Friendly, montado por L. Duarte, chegou a ameaçar Belo Acteon na reta final, emparelhando, mas na linha de chegada Acteon conseguiu manter praticamente uma cabeça de vantagem e conquistar o GP.

Fernandes é uma jovem revelação do turfe nacional. Em 2008, aos 16 anos, entrou para a Escola de Profissionais do Turfe. Em sua estreia, sofreu também a primeira queda, ocasioanda pelo selim frouxo, não conferido pelo iniciante antes da corrida. No entanto, Hernandes venceu em sua categoria logo na segunda corrida disputada e, desde então, vem sendo destaque e subindo de categoria. A vitória deste domingo confirma a ascensão do jóquei. 

Ao saltar do cavalo, sob aplausos do público, ele deu um longo abraço no pai Amilca e, chorando muito em seu ombro, disse: "Te amo". "Foi a maior emoção da minha vida", resumiu o jóquei, uma verdadeira revelação do esporte. Há três anos, entrou para Escola de Profissionais do Turfe, no próprio Jockey Club do Rio de Janeiro, e bateu recorde de vitórias como aprendiz - mais de 300 conquistas.

Em setembro do ano passado, começou a figurar entre os profissionais e já fez história. "Não sei como explicar isso. Estou muito feliz e só tenho de agradecer a todos que sempre estão do meu lado por essa vitória inesquecível".

Cumprimentado a todo instante, ele destacou que a sua "façanha" não foi obra do acaso e, sim, fruto de muito trabalho e dedicação. "Tomara que outros títulos venham". Ele fez questão de ressaltar a competência do técnico Dulcino Guignoni e a qualidade do Belo Acteon. "É um cavalo fantástico. Sem ele, eu não teria conseguido esse importante troféu", declarou, emocionado.

null

*com informações da AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.