Africanos perdem da Eslovênia por 31 a 26 e dão adeus à competição, que tem apenas representantes do Velho Continente nas quartas de final

Mohamed Mamdouh, do Egito, tenta impedir ataque da Eslovênia
Getty Images
Mohamed Mamdouh, do Egito, tenta impedir ataque da Eslovênia

Restam apenas seleções europeias na disputa pelo título do Mundial masculino de handebol. A única equipe de fora do Velho Continente que ainda estava viva na competição, o Egito, foi eliminada nesta segunda-feira, na continuação das oitavas de final.

O Egito deu adeus ao Mundial ao perder por 31 a 26 da Eslovênia. Os africanos até tiveram mais finalizações que o adversário durante o jogo, mas esbarraram no goleiro esloveno Gorazd Skof, que realizou 14 defesas. Além disso, contaram com o artilheiro do embate: Ahmed Mosafa, que fez dez gols. Insuficiente, porém, para evitar a derrota.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com a vitória, a Eslovênia terá pela frente na próxma fase a Rússia, que se classificou no domingo ao vencer a seleção brasileira por 27 a 26.

A Croácia garantiu vaga com facilidade ao vencer Belarus por 33 a 24 e terá pela frente nas quartas de final a França, atual bicampeã mundial e medalha de ouro nas duas últimas Olimpíadas.

Outras duas seleções carimbaram a vaga nesta segunda: a Espanha, que bateu a Sérvia por 31 a 20, e a Hungria, que ganhou da Polônia por 27 a 19.

Veja como ficaram os jogos das quartas de final do Mundial, que acontecerão na quarta:

Dinamarca x Hungria
França x Croácia
Espanha x Alemanha
Rússia x Eslovênia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.