Zanetti vê péssimas condições de treino no passado e celebra nova academia

Por Mauricio Nadal - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ginasta campeão olímpico nas argolas treina em situação precária em São Caetano do Sul e aguarda por melhorias rumo aos Jogos do Rio, em 2016

Getty Images
O primeiro medalhista da ginástica brasileira nos Jogos em sua apresentação em Londres

Ginásio abafado, colchões furados e academia estreita, repleta de (poucos) aparelhos enferrujados. A rotina de treinos do ginasta Arthur Zanetti não é propícia para nenhum atleta. Ainda menos para um de alto rendimento e que é campeão olímpico.

Comente sobre as condições de treino do ginasta Arthur Zanetti

“Não faltam aparelhos. O ruim é porque a gente tem um aparelho de cada e também são aparelhos antigos. Isso acaba prejudicando um pouco”, disse ao iG o ginasta de 22 anos, ao comentar as dificuldades para treinar em São Caetano do Sul, São Paulo.

Leia mais: Campeão olímpico revela segredo para lidar com a pressão: “Meu ouvido tampa”

“Até um tempo atrás a gente não tinha solo (um dos exercícios da modalidade). Chegávamos para as competições para fazer solo praticamente na hora. A gente treinava numa pista, que era uma reta só, diferente de um solo quadrado”, conta o ginasta medalinhas de ouro em Londres.

Veja fotos do local onde Arthur Zanetti treina em São Caetano do Sul:

Equipamentos de Arthur na musculação estão completamente enferrujados. Foto: Maurício Nadal/iGGinasta utiliza halteres enferrujados e antigos na musculação. Foto: Maurício Nadal/iGGinasta faz academia em espeço minúsculo. Foto: Maurício Nadal/iGInstalações em ginásio de São Caetano são precárias. Foto: Maurício Nadal/iGO campeão olímpico treina em condições ruins. Foto: Maurício Nadal/iGColchão para amortecer quedas é velho e está furado. Foto: Maurício Nadal/iGColchões usados no ginásio são antigos e obsoletos. Foto: Maurício Nadal/iGTelhas de amianto tornam o ginásio abafado em São Caetano do Sul. Foto: Maurício Nadal/iGPelo forte calor no ginásio, ginastas são praticamente forçados a treinar sem camisa. Foto: Maurício Nadal/iGSERC abriga mais de 300 praticantes de ginástica. Foto: Maurício Nadal/iG

Cansados de reclamar da falta de estrutura no local, Zanetti e seu técnico Marcos Goto tiveram um dos seus pedidos atendidos. Após visita de Ricardo Leyser, Secretário Nacional de Esporte em Alto Rendimento, e a intervenção da prefeitura da cidade, as promessas deram lugar a atitudes, e já foi iniciada a construção de uma academia de musculação no lugar de uma das arquibancadas do ginásio.

Confira ainda: Por técnico, Zanetti ameaça deixar a seleção e reclama de estrutura

“Isso acabou deixando essa semana um pouco mais alegre por causa da plataforma nova que chegou. É bom ver que está começando a mudar. Esse dia chegou. Só de ver aquela plataforma ali, ainda inacabada... Aquele espaço que tem ali já é bem maior que o espaço para musculação que a gente tem no momento. Ficamos alegres, bem satisfeitos, porque estamos vendo o resultado”, afirmou o animado Zanetti.

Treinador linha dura, Goto acompanha o ginasta desde 1998. E comemorou as futuras instalações, que vão beneficiar o campeão olímpico e cerca de outros 30 ginastas federados que também treinam no local.

E mais: Sem pressa para sair da casa dos pais, Zanetti se inspira em Bernardinho

“Não adianta reclamar, não adianta chorar. A realidade é essa aqui, e a gente tem de trabalhar. Já começou a ter uma melhoria. O COB (Comitê Olímpico Brasileiro) nos cedeu um kit de aparelhos de musculação. A prefeitura ficou responsável por montar a academia e começou isso ontem. A gente acha que em abril ela já estará terminada”, disse Marcos Goto.

Outra questão que ainda não estava acertada e até ameaçava a permanência de Zanetti na seleção era a renovação de contrato do treinador com a CBG (Confederação Brasileira de Ginástica). Porém, Goto afirmou que está tudo fechado. “Na semana passada eu fui até a CBG, em Aracaju. Já conversamos sobre os contratos, o próximo ano e o ciclo até 2016. Está tudo certo, tudo fechado. Eu já tinha falado: pela seleção o Arthur vai onde eu estiver”.

Animados com o futuro, Arthur Zanetti e seu técnico viajam na próxima semana para Doha, no Catar, onde participam da etapa da Copa do Mundo entre os dias 27 e 29 de março. 


Getty Images
Zanetti e Marcos Goto comemoram ouro olímpico em Londres




Leia tudo sobre: arthur zanettimarcos gotocobcbg

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas